Taxas de juros seguem dólar em queda após IPCA-15

Às 9h56, o DI para janeiro de 2017 indicava 14,855%, ante 14,880% no ajuste da quinta, 21

São Paulo – Os juros futuros acompanharam o recuo do dólar nos primeiros negócios desta sexta-feira, 22.

A prévia da inflação oficial de janeiro, que poderia mexer com as taxas de curto prazo, não gerou grandes reações, ao coincidir com a mediana das estimativas dos analistas do mercado, embora o resultado seja o maior para o mês desde 2003.

Às 9h56, o DI para janeiro de 2017 indicava 14,855%, ante 14,880% no ajuste da quinta, 21. Na véspera, esse contrato registrou queda forte, em resposta à manutenção da Selic em 14,25% ao ano pelo Banco Central.

O mercado teve de se ajustar porque trabalhava com chances majoritárias de uma elevação de 0,25 ponto porcentual do juro básico, que não se confirmou. Entre os contratos de longo prazo, o DI para janeiro de 2021 indicava 16,61%, ante 16,76%.

A inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) ficou em 0,92% em janeiro, ante 1,18% em dezembro de 2015 e no maior resultado para o mês desde 2003 (1,98%).

O dado veio em linha com a mediana das estimativas calculada pelo AE Projeções. As previsões iam de 0,84% e 1,05%.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s