TCU não permite parcelar pedaladas, diz Casa Civil

Tribunal não permitiu ao governo o pagamento parcelado das chamadas pedaladas fiscais, como queria Joaquim Levy

Brasília – A meta fiscal para 2015 deve registrar um déficit entre R$ 70 bilhões a R$ 76 bilhões, avaliou o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner.

O aumento do rombo ocorrerá porque o Tribunal de Contas da União (TCU) não permitiu ao governo o pagamento parcelado das chamadas “pedaladas fiscais”, como queria o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Wagner foi informado sobre a decisão do TCU na noite desta quinta-feira, 22, depois que o governo cogitava fechar a meta em R$ 57 bilhões.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s