Alison e Bruno vencem americanos e se aproximam da medalha

Caso vençam jogo contra os holandeses, que já acontecerá amanhã, eles irão para a disputa do ouro, que será nesta quinta-feira

Rio de Janeiro – Alison e Bruno Schmidt fizeram jogo de altos e baixos, mas derrotaram os americanos Philip Dalhausser e Nicholas Lucena por 2 sets a 1, com 21-14, 12-21 e 15-9, se garantindo assim nas semifinais do torneio masculino de vôlei de praia dos Jogos Olímpicos.

Um dia depois das duplas femininas Talita e Larissa e Ágatha e Bárbara Seixas garantirem o Brasil com, ao menos, um lugar no pódio, os dois jogadores da casa fizeram prevalecer a condição de atuais campeões mundiais e despacharam a melhor equipe da competição até o momento.

Única dupla do Brasil viva no torneio, Alison e Bruno pegarão agora o vencedor de duelo holandês, que acontece logo mais na Praia de Copacabana, entre os vice-campeões mundiais Reinder Nummerdor e Christiaan Varenhorst, e Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen.

Caso vençam mais esse compromisso, que já acontecerá amanhã, eles irão para a disputa do ouro, que será nesta quinta-feira.

O primeiro set, desde a disputa inicial, teve amplo domínio para os brasileiros, levando ao delírio o público que conseguiu chegar no horário da partida, já que, enquanto os primeiros lances aconteciam, muita gente ainda estava na fila, aguardando para entrar. Em Copacabana, as principais ruas que dão acesso à Arena do Vôlei de Praia, estava engarrafadas, dificultando a chegada.

Nas areias, Alison e Bruno chegaram a fazer 15-10 no melhor momento da parcial de abertura do confronto e, a partir daí, conseguiram controlar a vantagem, sem permitir chance de reação dos atordoados Dalhausser e Lucena, até fechar em 21-14, em apenas 18 minutos.

No segundo set, os americanos começaram embalados, e logo abriram 5-0. Com um ace, o sobrinnho de Oscar Schmidt conseguiu recortar a diferença para dois pontos, em 7-5.

A dupla da casa manteve o equilíbrio até 13-11, mas os adversários foram impecáveis, deslancharam de novo e fecharam em 21-12, também em 18 minutos.

Para voltar ao jogo, Bruno abriu o tie break com um ace, levando o público ao delírio. Um erro dos americanos e um bloqueio de Alison fizeram o placar ficar 3-0. Dalhausser e Lucena reagiram, no entanto, e logo encostaram em 6-5, deixando o público apreensivo.

A galera explodiu de vez no terceiro de três pontos seguidos, quando os brasileiros lutaram muito para não deixar a bola cair, em seguida Bruno levantou e Alison soltou a bomba em cima de Lucena, fazendo 9-5.

A jogada heróica incendiou a arquibancada e a arena, a favor dos jogadores da casa, que passaram por cima dos americanos, disparando de vez no placar, até conseguir fechar o duelo no segundo match point, garantindo classificação para as semifinais com o 15-9.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s