Angelina Jolie apresenta drama sobre um amor à deriva

O filme deu início ao festival de cinema AFI, que durante oito dias exibirá algumas produções bem cotadas para a temporada de premiações

Angelina Jolie exibiu nesta quinta-feira em Los Angeles, em pré-estreia mundial, o filme “À Beira Mar”, um drama que ela dirige e protagoniza ao lado do marido, Brad Pitt.

O filme deu início ao festival de cinema AFI, que durante oito dias exibirá algumas produções bem cotadas para a temporada de premiações.

“Nós nos sentimos muito honrados de estar aqui e abrir o AFI”, afirmou a atriz e cineasta de 40 anos.

“Tentamos ser os mais honestos possíveis”, completou.

Seu novo trabalho como diretora é um drama íntimo, em boa parte falado em francês, sobre um amor à deriva.

Os astros interpretam um casal nova-iorquino dos anos 70 – ele um escritor alcoólatra e ela uma ex-bailarina depressiva – que passa por um momento ruim.

Para tentar salvar o relacionamento, os dois se mudam por alguns dias para um hotel à beira mar na França, onde conhecem outro casal.

Aos poucos, tentam recuperar o prazer da vida a dois, ao mesmo tempo que espionam a paixão do novo casal de amigos.

Com o desenrolar da trama, o espectador descobre as tragédias que levaram o casal à beira do precipício.

“Esta filme fala do luto, inspirado no que vivi com a morte da minha mãe, mas também fala de como superá-lo”, disse Jolie.

Angelina Jolie e Brad Pitt filmaram ‘By The Sea’ durante a lua de mel no ano passado em Malta, depois da cerimônia de casamento em agosto, quando completaram 10 anos de relacionamento, com seis filhos.

Além da nova experiência como diretora, “À Beira Mar” tem um significado especial porque é o primeiro filme que o casal protagoniza desde “Sr. e Sra. Smith”, quando se conheceram, em 2005.

O filme estreia nos Estados Unidos no dia 13 de novembro e deve chegar aos cinemas brasileiros em dezembro.

Depois das críticas ruins a seu filme anterior como diretora, “Invencível”, Jolie chega ao AFI – considerado uma ante-sala do Oscar – com a necessidade de aplausos para que o longa-metragem tenha alguma chance nas premiações.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s