Calvície masculina: tudo o que você precisa saber

Elas acham o Andre Agassi sexy e suspiram pelo Bruce Willis. Ficar careca tem lá o seu charme. Mas será que você quer pagar esse preço?

Bruce Willis

 (Sean Gallup / Equipa/Getty Images)

Ficar careca é uma das maiores preocupações de um sujeito. Mas a verdade é que dá para ficar careca sem neura. 

A verdade é que a fase de ver os fios caindo é pior do que assumir a nudez capilar. Não adianta tapar o sol com a peneira, o melhor a ser feito é assumir e claro, ser feliz. Um monte de homens charmosos estão aí para ser vir de inspiração: Bruce Willis, Kelly Slater, Jason Statham, Dwayne Johnson, Zidane… 

Topou? Então, veja tudo o que você precisa saber antes de passar a máquina zero.

 

Por que você fica calvo?

Porque você pode herdar um gene que enfraquece os fios, exceto na nuca.

Ou o seu cabelo é sensível, em algumas regiões, à testosterona, aquele hormônio que faz você se sentir (e ser) mais homem.

Pelo menos há um consolo: cerca de 35 milhões de brasileiros sofrem os maus efeitos desse hormônio.

Problema? Bem, você pode ficar careca, mas pelo menos tem a certeza de que os cabelos são a única coisa que cai por causa da testosterona.

 

Então tudo é questão de masculinidade?

Estresse trabalho

 (Pixabay/Reprodução)

Não. Nem tudo é testosterona.

O excesso de oleosidade e o estresse podem acelerar a calvície.

Se você está acostumado a matar dois leões diariamente, seu organismo entra em estado de alerta.

Isso faz com que as glândulas sebáceas produzam mais secreções. E esse, digamos, sebinho entope o bulbo capilar (região onde brotam os fios), enfraquecendo sua juba.

 

Quando você fica sabendo se deixa o clube do Rodrigo Santoro e entra para o time do Agassi?

Em geral, quem vai ficar careca começa a perder cabelo por volta dos 20 anos.

Cerca de 12% dos homens ficam calvos até os 25. Aos 35 anos, 37% dos rapazes estão carecas.

Se você atingiu a casa dos 40 com tudo literalmente em cima, considere-se sócio vitalício do clube do Santoro.

“É que após essa idade a testosterona entra em declínio”, diz Mário Grinblat, dermatologista de São Paulo.

 

Será que aquele chumaço no travesseiro significa mesmo perigo à vista?

Chuveiro banho homem

 (Pixabay/Reprodução)

Em média, perdemos de 50 a 100 fios de cabelo por dia. Mais que isso é sinal de calvície.

Para saber se está a caminho do clube do Zidane faça o seguinte: durante o banho, retire a espuma dos cabelos e a espalhe nos azulejos claros do boxe.

Quando a espuma secar, conte os fios. Fios fracos acabam se soltando quando molhados.

 

É possível fincar pé no time dos cabeludos?

Sim. Existem duas grandes armas que lutam a seu favor contra a calvície.

Uma delas é o minoxidil, substância que provoca vasodilatação, aumentando a oferta de oxigênio no bulbo capilar.

E num terreno fértil, os fios voltam a nascer. O minoxidil é o princípio ativo do Regaine, fabricado pelo laboratório Pharmacia & Upjohn.

A outra arma é a finasterida, substância que impede a formação da diidroepiandrosterona.

Esse é o nome impronunciável de um hormônio precursor da testosterona.

Se a diidro não age, seus cabelos param de cair. A finasterida está presente em dois medicamentos: o Propecia, do laboratório Merck Sharp & Dohme, e o Finalop, do laboratório Libbs.

 

Dá para apostar na dobradinha finasterida-minoxidil?

Remédios

 (Pixabay/Reprodução)

Dá. Segundo o doutor Grinblat, os resultados são melhores quando as duas substâncias trabalham juntas.

Em três ou cinco meses aparecem os resultados.

 

Como utilizar essas armas potentes?

O minoxidil deve ser espalhado na região calva uma ou duas vezes ao dia.

Os dermatologistas costumam receitar essa substância a 5%.

Como o produto comercializado no Brasil é uma solução a 2%, a saída é buscar o minoxidil em uma farmácia de manipulação ou comprar o Regaine a 5% nos Estados Unidos.

Quanto à finasterida, a indicação é de 1 comprimido de 1mg por dia.

 

E os efeitos colaterais?

Os estudos comprovam que o minoxidil não causa nenhum tipo de problema. Já a finasterida pode diminuir a libido em 1% dos usuários.

Claro: enquanto eles estiverem usando o medicamento.

 

É o fim dos carecas?

Calvo calvície careca

 (Pinterest/Reprodução)

Não. Tanto a finasterida quanto o minoxidil são indicados apenas para quem tem calvície leve ou moderada, ou seja, quando as entradas não se juntaram à coroa.

De qualquer forma, os médicos acreditam que esses medicamentos funcionam em 40% dos casos.

 

Entrada não tem mesmo solução?

Só se a perda de cabelos estiver associada ao estresse.

Injeções de soluções de corticóides na região combatem os anticorpos que o próprio bulbo capilar produz durante os episódios de tensão e que, desgraçadamente, atacam os fios.

“Os corticóides nada mais fazem que inibir essa briga interna”, diz Luciane Scattone, dermatologista de São Paulo

 

E aquele xampu esperto, não ajuda em nada?

Xampu

 (Borja Sanchez Trillo/Getty Images)

Ajuda, sim.

Os xampus que carregam substâncias como cetoconazol, caso do Arcolan (Galderma) e do Cetonax (Cilag), controlam a oleosidade e a caspa, fatores que intensificam a queda.

 

Se os medicamentos nada podem fazer por você, a solução é assumir a careca ou usar peruca?

Não. Você pode tentar uma microcirurgia de transplante capilar.

O médico retira uma estreita faixa de pele da nuca, contendo raízes capilares e glândulas sebáceas que nutrem o fio. Essas raízes são separadas em poucas unidades e aplicadas uma a uma em minúsculos furinhos feitos na parte calva da cabeça.

Não se preocupe, pois tem anestesia local. Depois de dois meses essas raízes produzirão cabelo. “Após a cirurgia você fica com a cabeça enfaixada por cerca de 48 horas. E em dez dias poderá levar uma vida normal”, diz Alberto Tadeu de Luiz, cirurgião plástico.

 

Sacadas rápidas para ter paciência (de um monge) e não sair arrancando o cabelo

Monge

 (Pixabay/Reprodução)

• Banhos e secadores muito quentes ajudam o cabelo a cair. O calor aumenta a produção de secreção que enfraquece os fios.

• Boné é outro perigo. Cabeças cobertas ficam aquecidas e o resultado você já sabe: excesso de oleosidade.

• Lavar a cabeça diariamente não enfraquece os fios.

• Cortar regularmente o cabelo não evita a queda. O que ocorre é uma melhora no visual, já que os fios ficam com a mesma medida.

• Dormir com o cabelo molhado não é problema. Ou melhor, é, sim. Você pode pegar uma bela gripe.

• Pentes de madeira não impedem a queda dos cabelos. Eles apenas evitam que você estraçalhe os fios.

Veja também
Newsletter Conteúdo exclusivo para você

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s