Carlos Sainz: o estilo de vida de uma das promessas da Fórmula 1

O piloto, de apenas 22 anos, troca facilmente a noite pelo dia. O negócio do espanhol é mesmo o esporte (e não é só de corrida que estamos falando)

Na quinta (10), às vésperas da etapa nacional do Grande Prêmio F1, chegamos à Interlagos a convite da Casio e fomos direto para Scuderia Toro Rosso, equipe italiana pertencente ao grupo Red Bull. O objetivo da Casio era celebrar  uma novidade: a chegada ao Brasil do Edifice Toro Rosso, um novo modelo de relógio que terá edição limitada – apenas 50 unidades. O nosso? Bater um papo  com Carlos Sainz, piloto da Toro Rosso, uma grande aposta da Fórmula 1 e garoto-propaganda do relógio que leva o nome de sua equipe (e que, aliás, ele ajudou a desenhar). Abaixo, o lifestyle de um dos pilotos mais novos da Fórmula 1.

Carlos Sainz

Espanhol, quieto e bem sério: o piloto Carlos Sainz Jr. tem 22 anos, é filho do ex-campeão mundial de Rali, Carlos Sainz, corre desde os 3 anos e respira esportes. Aos 10, quando conheceu Fernando Alonso, decidiu o que queria fazer da vida.  Com estilo clássico e amigos um tanto quanto influentes – o mais próximo é o tenista Rafael Nadal – ele garante que não gosta de festas e que adoraria conhecer o Rio de Janeiro. 

Estilo 

edifice_tororoso2

Carlos Sainz estava de jeans, tênis Nike, camiseta e boné da Redbull. No pulso, o Edifice Toro Rosso, da Casio. “A verdade é que quando não estou de macacão, estou assim. Me considero um homem muito clássico. Não me separo de um jeans e uma camiseta. Acho que nem sei me vestir de outra maneira”.

Festas

“Não tem como me comparar aos meus amigos de 22 anos que saem. Primeiro, porque não gosto e depois porque não posso”. Por isso, o piloto garante que nunca sai e, quando consegue, prefere um barzinho no fim da tarde e uma boa conversa. “E tem mais: na Espanha, se eu decido sair de verdade, volto para casa às 6h da manhã. Então é melhor nem sair”, brinca.

Veja também

Paixões

Carlos Sainz respira esportes. Além das pistas, o piloto joga golfe, surfa, adora futebol, tênis e arrisca qualquer outro tipo de competição. “O que eu sei mesmo fazer é correr, mas se eu não fosse piloto me dedicaria a algum outro esporte. Me movimentar é minha paixão”.

Viagens

“Eu amo conhecer lugares, mas odeio viajar. Se eu pudesse inventar qualquer coisa seria o teletransporte”, se diverte Carlos. Talvez por isso, o país preferido de Sainz seja mesmo a Espanha. Mas como o piloto conhece quase o mundo todo, a lista de locais que o surpreenderam é grande. Entre os destaques, o estilo de vida australiano e a cultura japonesa são lembranças positivos para o piloto. Na lista de locais que ele ainda não conhece, mas que adoraria conhecer: Los Angeles e… o Rio de Janeiro. E mesmo essa entrevista tendo sido em São Paulo, a visita à cidade maravilhosa ainda não vai sair. A agenda de Sainz não vai permitir.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s