Dia Internacional da Mulher: as CEO’s que mudaram a regra do jogo

Se mulheres ainda são raridades nos cargos de chefia pelo mundo, esses nomes provam que a disparidade não é questão de qualidade

8%. Essa é a porcentagem de mulheres em cargos de liderança no Brasil atualmente. Desnecessário dizer que o número, alarmante, é um sinal de alerta e um dos muitos motivos da necessidade e valorização da semana da mulher como instrumento conscientização para a população acerca da desigualdade de gêneros, e do abismo de oportunidades que mulheres sofrem no mercado de trabalho.

Reflexo desta disparidade está na palavra CEO: quantas vezes você viu o termo depois do artigo A? Pode ser sincero e dizer que poucas foram as vezes que você viu esse caso, que soa tão estranho quando falado (diga “A CEO” e perceba isso). Não está gramaticamente errado, mas é culturalmente incomum. Novamente, apenas 8% dos cargos de chefia são ocupados por mulheres, logo nunca sabemos quando conjugar cargos de chefia no feminino — e não me venha dizer “chefa”, isso não existe em nenhum lugar.

E falando de mulheres que lideram, vamos aqui falar de cinco executivas que são excessão a regra que preenchem o mercado dos altos cargos. Que elas sejam as desbravadoras de uma tendência mundial.

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Claudia Sender: TAM

Ela comanda 30 mil funcionários e a maior empresa de aviação da América Latina. Engenheira de formação, Claudia logo deixou os números de lado e entrou no mundo executivo. Estagiou na consultoria Bain & Company, fez MBA em Harvard, atuou com planejamento estratégico no Whirpool e desde 2011 está na TAM, onde começou como vice-presidente de marketing.

NEW YORK, NY - NOVEMBER 10: Chairman and CEO of PepsiCo Indra Nooyi speaks at The New York Times DealBook Conference at Jazz at Lincoln Center on November 10, 2016 in New York City. (Photo by Bryan Bedder/Getty Images for The New York Times ) Crédito: Bryan Bedder/Getty Images

Crédito: Bryan Bedder/Getty Images (/)

Indra Nooyi: Pepsico

Considerada a terceira mulher mais poderosa do mundos dos negócios de 2014, Indra Nooyi é polêmica. A atual CEO do grupo Pepsico contraria muitos e acredita ser impossível conciliar a vida executiva e a pessoal, colocando em cheque sua qualidade como mãe. Independente de sua relação familiar, a trajetória de Indra é notável. Nascida em Madras, na Índia, ela logo cedo se graduou em química física e matemática pelo Madras Christian College para depois concluir um MBA pelo Instituto indiano de administração de Calcutá. Sua formação lhe garantiu vaga na escola de administração de Yale, onde se formou em 1980. Em 1994, entrou na Pepsico, em 2001 assumiu a chefia do setor financeiro da empresa para em 2006 se tornar CEO. Seu grande feito a frente da marca foi uma remodelamento do leque de opções de produtos, tendo sido responsável pela fusão da Quaker e Gatorade ao grupo.

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação (/)

Luiza Helena Trajano: Magazine Luiza

Responsável por transformar a pequena “A Cristaleira”, pacata loja de presentes de Franca em um dos maiores nomes do varejo brasileiro, Luiza Trajano é referência quando o assunto é empreendedorismo e mulheres na liderança no Brasil. Formada em direito pela faculdade de Franca, foi trabalhando que adquiriu know-how do varejo: antes de assumir a liderança da Magazine Luiza, ficou 22 anos trabalhando na empresa, fundada por seu tio, passando por todos os setores até a chefia. No comando da rede, expandiu a marca apostando cedo na internet. Deu certo. Hoje a Magazine Luiza tem nas vendas online 31% do total de sua receita, e conseguiu sobreviver a crise de maneira quase ilesa, se consolidando de vez entre as grandes empresas de varejo do Brasil

DETROIT, MI - DECEMBER 15: Mary Barra, Chairman and CEO of General Motors, speaks during a General Motors press conference at the Renaissance Center on December 15, 2016 in Detroit, Michigan. General Motors announced it will immediately begin autonomous vehicle testing on public roads and start manufacturing vehicles in Michigan. (Photo by Rachel Woolf/Getty Images) Crédito: Rachel Woolf/Getty Images

Crédito: Rachel Woolf/Getty Images (/)

Mary Barra: General Motors

As raízes de Mary com o mundo automobilístico vem de família. Seu pai trabalhou 39 anos pela Pontiac. Ela já está há 37 anos na GM. Mesmo antes de entrar na empresa, a empresária já estava sob olhares da empresa quando se graduou no General Motor Institute (hoje Kettering University). Seu caminho então era natural. Em seus 37 anos de empresa, já assumiu um diverso número de postos entre os setores de administração e engenharia da empresa. Chegou a ser a gerente da fábrica da marca em Detroit, sede da empresa, até vice-presidente de produção global em 2008. Em 2014 assumiu a posição de CEO da marca, mesmo ano que marcou sua terceira aparição consecutiva na lista de mulheres mais poderosas do mundo pela Forbes

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s