Existe um uísque feito com secreção de rabo de castor

A substância é encontrada na parte traseira do animal e processada com álcool, assim vira uma potente aditivo para perfumes e bebidas

whisky castor

 (Montagem/VIP/Reprodução)

Sabemos que os ingredientes para a confecção de um bom Bourbon podem ser estranhos, certo?

Mas o nível de estranheza deste uísque feito em New Hampshire, Estados Unidos, superou qualquer expectativa.

Usando uma espécie de secreção da parte traseira da cauda dos castores (sim, lá mesmo), a bebida é uma verdadeira iguaria.

Essa substância “encontrada” no rabo dos bichos é usada tanto para realçar o sabor de comidas quanto o cheiro de perfumes.

Mesmo não sendo nenhum segredo para a indústria, seu uso em um drinque é novidade.

Chamado de Castereoum, o líquido foi adotado pelo Tamworth Distellery e ajudou a desenvolver o Eau de Musc. 

Esse novíssimo destilado, feito “à base de castor”, especifica o uso do aditivo em sua embalagem e no release divulgado pela marca.

“A excreção realça as qualidades frutadas (framboesa) e ricas notas de couro, juntamente com aroma cremoso de baunilha”, diz a companhia.

Quem diria, não?

“O resultado é um rico bourbon de 2 anos que reforça o nariz vanílico e um final floral e frutado — uma mistura de sabores encantadores que certamente vão impressionar”, completam.

whisky castor

 (Tamworth Distillery/Reprodução)

Originalmente, a matéria-prima do uísque é usado por castores americanos para a marcação de território, esguichando em árvores, pedras ou no solo.

Ao ser processado com álcool, adquire um textura de cera e, de acordo com os especialistas, gosto e odor de baunilha.

Por conta da dificuldade do processo e por polêmicas envolvendo a forma como o a secreção é extraída, já existem versões sintéticas.

Mesmo assim, é constatado que cerca de 139 kg do produto natural seja usado nos Estados Unidos anualmente.

A Administração de Alimentação e Medicamentos, responsável pelo controle de qualidade, fala que o uso da substância é comumente livre de riscos para o ser humano.

Em 2007, um estudo feito pelo Periódico Internacional de Toxicologia relatou que não há registros de reações adversas relacionados ao produto.

Vendidas em garrafas de 200 ml por um valor de U$ 65 (cerca de R$ 250), o Eau de Musc é comercializado só nos Estados Unidos até o momento.

Veja também
Newsletter Conteúdo exclusivo para você

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s