Ficamos menos produtivos perto de compromissos, diz estudo

Pesquisadores de Ohio descobriram que ficamos improdutivos quando sabemos que um compromisso se aproxima. Mas (muita) calma! Isso tem solução

Atrasado

 (BuzzNigeria/Pinterest/Reprodução)

Será mesmo que podemos deixar os compromissos “aparecerem” de surpresa?

De acordo com pesquisas do Journal of Consumer Research, nos Estados Unidos, não.

O estudo constatou que nosso tempo ganha a impressão de ser mais curto quando temos alguma tarefa agendada à vista.

Em termos de produtividade, isso é muito ruim, já que transformamos nosso tempo precioso (que antecede algum evento) em puro ócio.

“Quando achamos que algum compromisso pode aparecer, podemos precisar de algum tempo extra, mesmo quando não há necessidade de fazer isso. Como resultado, fazemos menos com o tempo disponível”, conta Selin Malkoc.

Malkoc é co-autor do estudo e professor associado da Fisher College of Business na Universidade de Ohio e aponta para as necessidade de se criar uma rotina quanto o assunto é organização pessoal.

Em um experimento foi ilustrado que não somos tão eficientes quando temos uma tarefa em mente.

atraso

 (Pxhere/Reprodução)

Para provar isso, cerca de 158 estudantes, que teriam uma tarefa em seguida, foram avaliados com relação ao nível de desempenho próximo a obrigações.

Aqueles que receberam cinco minutos de tempo livre — e “esqueceram” do que fariam logo depois — foram significativamente melhor do que os que eram constantemente lembrados da função.

“Você não acredita que pode fazer o seu máximo quando está de cara com uma tarefa iminente. O tempo parece mais curto”, diz Malkoc.

“Nós sentimos que se tivermos uma reunião em duas horas, não devemos trabalhar em nenhum grande projeto antes dela. Assim, passamos o tempo só lendo e-mails, sem fazer nada efetivamente”.

E qual a solução?

Segundo os especialistas, o ideal é jogar toda a pilha de missões para o período da manhã. 

Assim, você tira os problemas do horizonte e consegue investir em atividades que fluam melhor, sem ficar preso ao sentimento de ansiedade.

Afinal de contas, nada mais valioso na vida moderna do que tempo (nem que seja aquela meia horinha).

Veja também
Newsletter Conteúdo exclusivo para você

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s