Leilão de medalha arrecada 115 mil euros para salvar menino

O atleta pôs sua medalha de prata em uma rede social de leilões, e em poucos dias o número alcançou o necessário para a viagem aos EUA e o tratamento completo

Varsóvia – O atleta polonês Piotr Malachowski que leiloou a medalha de prata conquistada nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro para financiar o tratamento de um menino com câncer – Olek, conseguiu arrecadar mais de 115 mil euros em uma semana para que a criança faça o tratamento médico necessário nos Estados Unidos.

“Minha medalha de prata hoje vale muito mais do que há uma semana”, disse à Agência Efe o lançador de disco, que em menos de cinco dias conseguiu arrecadar o dinheiro necessário para ajudar Olek, um menino de apenas dois anos cuja família não tinha os recursos necessários para custear as despesas médicas da doença de seu filho.

“Infelizmente o esporte se mercantilizou muito nos últimos anos e hoje impera outro espírito, embora ainda haja esportistas solidários, com valores, que querem ajudar os demais e se envolvem em ações caridosas”, acrescentou este esportista, que nesta quinta-feira se reunirá com a família de Olek para celebrar o êxito do leilão.

No final de mês, o menor viajará com sua família aos Estados Unidos para se submeter a um tratamento especial que o ajude a superar um câncer nos olhos, explica Malachowski, que também espera poder se reunir nos próximos dias com Dominika e Sebastian Kulczyki, o casal de empresários que finalmente arrecadou sua medalha de prata.

“Ainda não recolheram a medalha, e espero que façam isso pessoalmente para nos conhecermos”, explica Malachowski, que assegurou que não sentirá saudades de sua conquista. “Uma medalha é só um pedaço de metal, mas a saúde de uma criança vale muito mais”.

A família de Olek disse se sentir “feliz, muito feliz”, como explicou à Efe sua mãe, Gosia, de quem partiu a ideia de se comunicar com o lançador de disco através de seu perfil público na rede social Facebook, primeiro para parabenizá-lo e depois para pedir ajuda.

“Pouco depois da minha participação nos Jogos Gosia me escreveu, e eu não pensei duas vezes porque tinha que reunir o dinheiro o mais rápido possível, já que nestes casos não se pode esperar, há muito em jogo”, assegura Malachowski.

A partir daí, o atleta pôs sua medalha de prata em uma rede social de leilões, e em poucos dias o número alcançou o necessário para a viagem aos Estados Unidos e o tratamento completo.

“Ganhar uma medalha olímpica é o sonho de todo atleta, e certamente que o ouro é o mais prezado. Fiz de tudo para conseguir, mas infelizmente não foi possível desta vez, embora o destino me deu agora a oportunidade de aumentar o valor da minha medalha de prata graças à solidariedade”, diz o atleta. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s