Leite vegetal, por que não? Veja as vantagens e desvantagens

Saudáveis e saborosas, as bebidas vegetais podem tranquilamente substituir o leite de vaca, mas custam três vezes mais

São Paulo – Seja de soja, de castanha, de arroz ou de aveia, as bebidas vegetais, também conhecidas como leites vegetais, desempenham papel importante na alimentação – principalmente daqueles que possuem algum tipo de restrição à lactose ou que não consomem nada de origem animal.

Saudáveis e saborosas, elas podem tranquilamente substituir o leite de vaca e possuem vantagens nutricionais quando comparadas com o leite tradicional.

“Além de poder escolher o sabor que mais agrada o paladar, as bebidas vegetais são altamente nutritivas e benéficas para saúde uma vez que são feitas a partir de alimentos super nutritivos, como arroz, aveia, quinoa, soja, amêndoa ou castanha”, afirma Ana Ceregatti nutricionista especialista em vegetarianismo.

Segundo ela, a maioria – principalmente as encontradas prontas – possui cálcio e quase nenhum aditivo alimentar na composição, ou seja, são mais naturais e menos processadas que o leite de vaca.

O preço, no entanto, é um fator que pode pesar na hora da escolha uma vez que as bebidas vegetais costumam ser pelo menos três vezes mais caras que o leite tradicional.

Optar por fazer a bebida em casa é uma boa alternativa para quem deseja substituir o leite de vaca pelo vegetal ou simplesmente para quem deseja incluir esse tipo de alimento no cardápio. Há sites especializados com receitas diversas de bebidas vegetais.

Ana também explica ainda que não há restrições de idade, ou seja, mesmo crianças podem desde cedo consumir bebidas vegetais. “Até 1 ano de idade, a criança deve usar a fórmula infantil dos leites especais vendidos no mercado. A partir desta idade já é possível introduzir a bebida vegetal sem nenhuma restrição”, diz a nutricionista.

À base de soja

Entre todas as opções disponíveis no mercado, Ana aconselha, no entanto, prestar atenção naquelas que são feitas à base de soja, pois além de serem feitas com soja transgênica, levam açúcar ou adoçante em níveis elevados na sua composição. 

“É o que sempre digo para meus pacientes: leiam as informações nutricionais dos produtos antes de consumi-los. Esse é o primeiro passo para fazer boas escolhas alimentares, inclusive das bebidas vegetais”, afirma.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s