Leonardo DiCaprio é ameaçado de deportação na Indonésia

O ator e ativista visitou o país e criticou o impacto da indústria de óleo de palma nas florestas tropicais, provocando a ira do governo indonésio

São Paulo –  Os fãs e ativistas ambientais podem amar Leonardo DiCaprio, mas esse sentimento não é compartilhado pelo governo da Indonésia. Engajado na causa conservacionista, o ator esteve recentemente no Parque Nacional de Gunung Leuser,  que enfrenta o desmatamento devido à exploração de óleo de palma. 

A fim de sensibilizar seus seguidores para o problema, ele publicou uma fotografia nas redes sociais, criticando a destruição da floresta. “À medida que a floresta continua a ser suprimida para atender a demanda por óleo de palma, o orangutango de Sumatra, criticamente em perigo, vai sendo empurrado para a beira da extinção”, disse DiCaprio em seu Instagram.

Ele também falou sobre o impacto do desmatamento sobre os elefantes, dizendo que isso corta as rotas migratórias impedindo que os animais encontrem comida e água.  

https://www.instagram.com/p/BDnqlfsqxCs/

Empresários de óleo de palma e funcionários da imigração expressaram sua desaprovação às colocações de DiCaprio, dizendo que ele deveria estar lá apenas para uma visita turística e não para provocar controvérsia.

O diretor geral de imigração do Ministério da Justiça daquele país, Ronny Sompie, declarou que “se houver declarações que desacreditem o governo e os interesses da Indonésia, ele poderia ser deportado”, relata o The Guardian. Sompie destacou que o visto de turista do ator está limitado para “excursões” apenas.

“Se ele está na Indonésia para outros fins, envolvendo-se em atividades que perturbam a ordem pública e prejudicam os interesses da Indonésia, as autoridades de imigração estão prontas para deportá-lo”, disse o diretor.  Ao que parece, o ator e ativista já saiu do país por conta própria, relata o site Ecowacth

De acordo com o grupo indonésio de conservação Haka, que DiCaprio apoia, o Ecossistema Leuser é um dos maiores sumidouros de carbono da Ásia e lar de orangotangos, elefantes, rinocerontes e tigres, quatro espécies criticamente em perigo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s