Luxo oferecido pelo Model X da Tesla justifica preço absurdo

O carro é impressionante, sem dúvida, e vem com um preço que é tão chocante (para seu bolso) quanto o carro

Em uma terça-feira, durante uma festa em um galpão em Fremont, na Califórnia, Elon Musk passou uma hora explicando o novo Model X da Tesla para uma multidão entusiasmada de centenas de jornalistas, VIPs e geeks da tecnologia.

O carro é impressionante, sem dúvida: ele pode rodar 413,6 quilômetros sem precisar recarregar e chega a 96,56 km/h em 3,2 segundos no modo “Ludicrous”. Além disso, ele tem aquelas incríveis e práticas portas asa de gaivota.

Ele também vem com um preço que é tão chocante (para seu bolso) quanto aquelas portas: o Signature Model X apresentado por Musk, repleto de recursos adicionais, exige uma entrada de US$ 40.000 e custa US$ 132.000, além do custo de entrega e de outras taxas. (A Tesla ainda não anunciou as opções de financiamento para esse novo carro).

Isso é muito dinheiro – quase duas vezes o preço do sedã de base Model S – e consideravelmente mais do que o Porsche Cayenne S E-Hybrid, comparável em tamanho, que custa US$ 77.200.

No entanto, ao comparar os números do desempenho e da potência com crossovers semelhantes, dá para entender melhor o preço.

Porsche

Por exemplo, esse Porsche E-Hybrid é muito mais lento que o Model X. Ele vai de zero a 96,56 km/h em 5,4 segundos, chega no máximo à velocidade de 243,01 km/h e tem no total 416 cavalos de força, somando-se os motores elétrico e convencional. O Model X, por sua vez, arranca em apenas 3,2 segundos, além de ter 259 cavalos de força na frente e 503 cavalos de força na traseira, com uma velocidade máxima de 249,45 km/h.

Não há muita diferença entre as duas velocidades máximas, mas isso não importa – você não vai dirigir tão rápido com seu SUV. Para a maneabilidade (e diversão) do dia-a-dia, o que importa é o engate; parece que aquele barulhinho tranquilo da potência nunca sai da moda. E só um Porsche Cayenne Turbo S conseguiria se aproximar da aceleração do Model X, pois ele chega a 96,56 km/h em 3,8 segundos. E custa US$ 157.000.

Além disso, a Tesla estima que um cliente irá pagar US$ 112.000 pelo Model X depois dos incentivos federais e estaduais e das economias em gasolina durante cinco anos.

É verdade, são muitas minúcias, mas os executivos da companhia também dizem que o modelo de base do Model X, que será lançado em breve, custará muito menos do que a linha Signature que vimos nesta semana, meros US$ 5.000, aproximadamente, a mais do que o Model S, que custa US$ 75.000.

Se isso acontecer, um SUV de US$ 80.000 da Tesla ficará a par de outros SUVs crossovers no mercado de luxo. De acordo com a Edmunds.com, o preço médio de transação para um SUV grande e massivo é US$ 52.497 – US$ 20.000 a mais do que um sedã grande – e US$ 82.900 por caminhonetes como a Escalade, da Cadillac.

Outro caminho

Acontece que, apesar dos adornos luxuosos, do design inovador e do desempenho que garante às variantes de alta gama da Tesla um lugar na mesma categoria de um Porsche e até de um Lamborghini, Musk disse que o Model X está voltado para o consumo massivo. Executivos da companhia disseram que ele foi criado para atrair especialmente as mulheres, que respondem por 53 por cento do mercado de SUVs nos EUA.


Sem dúvida, o preço de US$ 132.000 vai deixar de fora as mulheres de classe média. Mas a versão de US$ 80.000 será acessível para uma faixa mais ampla. Também ajuda que aquele banco traseiro da terceira fila seja de fato tão acessível quanto o banco do motorista e que o porta-malas duplo seja suficientemente grande para caber carrinhos de bebê e uma cama de cachorro sem problemas.

Além do mais, como funciona à eletricidade e não tem marchas, o Model X não precisa de trocas de óleo e da correia, de verificações da mangueira nem de outros procedimentos comuns de manutenção que exigem o tempo e o esforço que muitas mulheres, especialmente as mães de família dos subúrbios ricos, detestam dedicar aos carros.

Isso economiza dinheiro e dores de cabeça. De acordo com o Edmunds.com, o sedã médio de luxo custa US$ 7.600 em manutenção durante cinco anos; um Porsche Cayenne Hybrid, US$ 6.260 no mesmo período.

É claro que, com seus reflexos ágeis e potência dupla, o Model X está longe de ser um carro comum. Mas olhe para aquelas asas de gaivota – você com certeza já sabia disso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s