Nada tira o brilho do nosso trabalho, diz Marta após derrota

A Suécia, que também eliminou a seleção dos Estados Unidos, campeã mundial e olímpica, nas quartas de final, defendeu seu gol por 120 minutos

Marta, a craque da seleção brasileira feminina de futebol, lamentou que o Brasil tenha perdido novamente a chance de conquistar a primeira medalha de ouro na modalidade, após perder nos pênaltis para a Suécia (4-3) nas semifinais dos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

“Sabíamos que elas iam se defender, deveríamos ter marcado [um gol] durante a partida porque os pênaltis são uma loteria. Da mesma forma que vencemos a Austrália (nos pênaltis), elas também poderiam fazê-lo e fizeram”, disse a camisa 10, visivelmente abalada após a eliminação no Maracanã.

“Mas nada vai tirar o brilho do nosso trabalho neste período. Temos que lutar pelo bronze e o faremos até o final”, acrescentou a capitã.

A Suécia, que também eliminou a seleção dos Estados Unidos, campeã mundial e olímpica, nas quartas de final, defendeu seu gol por 120 minutos e teve na goleira Hedvig Lindahl a responsável pelo êxito da equipe.

A camisa 1 do Chelsea inglês feminino deteve as investidas da experiente atacante Cristiane e da jovem Andressa.

“Agora temos que juntar todos os pedaços de tudo isto e sermos fortes, novamente, para tentar lutar pelo bronze”, disse Marta, cinco vezes ganhadora do prêmio de melhor jogadora do mundo da FIFA (2006 a 2010) ou a ‘Pelé de saias’, como a definiu ‘O Rei’.

Para Cristiane, a experiente atacante do Paris Saint-Germain, a derrota “não tem explicação” e lamentou ter falhado na definição do pênalti.

“É difícil sair de uma semifinal em que o só o Brasil jogou. Novamente a bola não quis entrar e vamos e,bora sem poder chegar à medalha que tanto desejávamos”, lamentou.

“Sinto muito ter perdido esta final, é uma decepção para mim, para a equipe, este é o futebol, mas temos outra partida pela frente e temos que terminar com a cabeça erguida”, disse a jogadora de 31 anos e artilheira com 20 gols na Liga de gala e na ‘Champions’ feminina na atual temporada.

A seleção esteve perto do ouro olímpico em Atenas-2004 e Pequim-2008, mas perdeu as duas finais para os Estados Unidos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s