“Abaporu” de Tarsila volta ao Brasil para mostra no Rio

A obra, adquirida em 1995 pelo empresário argentino Eduardo Costantini por US$ 1,43 mi em leilão, fica exposta no Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires

São Paulo – Abaporu (1928), pintura da artista Tarsila do Amaral (1886-1973) considerada um dos ícones do modernismo brasileiro, vai voltar ao País para ser o destaque da exposição A Cor do Brasil, a ser inaugurada em agosto no Museu de Arte do Rio (MAR).

A vinda do quadro, noticiada pelo jornal Folha de S.Paulo, foi confirmada nesta segunda-feira, 13, pela instituição carioca.

A obra, adquirida em 1995 pelo empresário argentino Eduardo Costantini por US$ 1,43 milhão em leilão de Nova York, fica exposta no Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba).

A última exibição de Abaporu no Brasil ocorreu em 2011 em Brasília na mostra Mulheres ­- Artistas e Brasileiras, apresentada no Palácio do Planalto.

A Cor do Brasil vai integrar o calendário de eventos culturais que ocorrerão durante a Olimpíada 2016 no Rio. A exposição tem sua abertura prevista para 2 de agosto e ficará em cartaz até 9 de outubro.

Com curadoria de Paulo Herkenhoff, Marcelo Campos e Clarissa Diniz, a coletiva, de caráter antológico, terá como mote exibir “os projetos cromáticos dos pintores viajantes dos séculos 17-19, das investigações acadêmicas, das experimentações modernas, dos projetos construtivos, das radicalizações da forma dos anos 1960/70, das explosões de cor dos anos 1980 e da atualidade”, segundo o museu.

A Cor do Brasil será também a última realização de Herkenhoff como diretor cultural do MAR. Depois da exibição, o curador será encarregado da gestão do acervo do museu, que ainda não anunciou o novo responsável pela direção da instituição, aberta em 2013.

Desde a compra de Abaporu pelo argentino Costantini, a tela, além de exposta em 2011 em Brasília, exibida no Brasil em 1998 no Museu de Arte Moderna de São Paulo; em 2002, na exposição Da Antropofagia a Brasília, na Faap; e em 2008 na mostra Tarsila Viajante, apresentada na Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s