Parlamentares da Rússia querem banir Fifa 17 por “propaganda gay”

A Rússia é conhecida por ter uma lei contra propaganda de relações sexuais LGBT

FIFA 17 pode pagar um preço bem caro por fazer uma ação de marketing no fim de novembro. Tratava-se de um apoio à comunidade LGBT e, por isso, é alvo de críticas russos que querem banir o game do país ao alegar “propaganda gay”, algo ilegal no país.

É bom lembrar que no fim do mesmo mês, a EA Sports, realizadora do jogo, criou um evento em apoio à comunidade LGBT britânica Rainbow Laces, em colaboração com a Premier League. Com ela, era possível baixar um uniforme arco-íris (as cores da bandeira da comunidade LGBT) para o Ultimate Team.

Membros do Partido Comunista russo querem que a Agência de Comunicação do Estado investigue a ação para verificar se ela infringiu uma lei contra propaganda de relações sexuais homossexuais, criada em 2013.

Veja também

Na prática, o que pode acontecer? O game pode ser retirado das lojas caso a ação seja julgada a favor dos parlamentares. E nós aqui vivendo na idade das pedras, não é mesmo amigos?!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s