Por que este relógio pode ser leiloado por US$ 3 milhões

Modelo raro da Patek Philippe promete bater recorde em leilão

São Paulo – Nos próximos dias 12 e 13 de novembro deste ano, a casa de leilões Phillips, em parceria com Bacs & Russo, realizará um leilão especial que contará com um modelo simbólico Patek Philippe. Trata-se da referência 1518, uma peça histórica produzida entre as décadas de 1940 e 1950.

O relógio foi definido como o que havia de mais moderno no momento de sua apresentação: o primeiro calendário perpétuo com cronógrafo produzido por uma marca em série.

Registros apontam que, mesmo com produção serial, apenas 281 unidades – a grande maioria em ouro amarelo. Apenas poucas unidades em ouro rosa chegaram ao mercado. Os poucos que possuem esta versão são verdadeiros sortudos.

Mas, peças em aço inoxidável, então, são um verdadeiro achado. Em quarenta anos de leilões e centenas de livros escritos sobre o assunto, há a referência de apenas quatro unidades produzidas com o metal. Destes quatro, três modelos já passaram por algum leilão – o último deles foi arrematado cerca de 10 anos atrás.

O aço inoxidável é um dos materiais mais difíceis de serem encontrados nos relógios de alta complicação da Patek Philippe em peças produzidas no século XX, por conta do alto valor agregado em seus calibres e o valor razoavelmente acessível do material da caixa.

O relógio realiza a indicação central de horas e minutos, enquanto os pequenos segundos estão às 9 horas. O dia é apresentado em um subdial às 6 horas; esta mesma posição apresenta uma janela de indicação de fases da lua, enquanto duas janelas às 12 horas realizam a apresentação de dia da semana e mês (dados em francês). A função cronógrafo possui um ponteiro central de segundos azul e acumulador de 30 minutos às 3 horas. A região periférica do mostrador apresenta uma escala taquimétrica enquanto, mais internamente, uma escala de minutos (ou de segundos) é apresentada.

O mostrador prateado fosco conta com algarismos arábicos em aço, enquanto demais dados são apresentados impressos em preto no mostrador. A indicação de fases da lua é realizada em um disco azul, enquanto a lua possui uma tonalidade dourada. A pulseira do modelo Patek Philippe Ref. 1518 é feita em aço com trama milanesa.

A caixa do modelo possui 35 mm de diâmetro e os botões do cronógrafo são retangulares com superfície arredondada. Os dados são entregues pelo movimento calibre 13”’130 Q de corda manual, que conta com 23 joias, oferece 42 horas de reserva de energia e opera a uma frequência de 18.000 vph. Sua produção é datada de 1943.

A quarta e última peça nunca esteve em um leilão público e esta deve ser a primeira vez que isso acontece. Desde que foi descoberto, nos anos 1990, ele esteve apenas em coleções particulares. Isto significa que colecionadores e entusiastas terão uma chance única de arrematar um relógio como este. A briga deve ser grande, uma vez que modelos de tamanha raridade, de marcas como Patek Philippe, costumam ser disputadíssimos até o último momento.

A casa de leilões estima que seu valor de arremate deva girar em torno dos US$ 3 milhões de dólares. O evento deve acontecer em Genebra, na Suíça. Mais informações podem ser obtidas no site da Philips.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s