Segundo meu DNA, posso beber!

Um teste de 149 dólares que leva você a muitas descobertas

Sou um cara curioso e otimista com as novas tecnologias. Como aquele seu amigo early-adopter que paga mais caro por traquitanas que muitas vezes não cumprem com o proposto. Prometo dividir com você, neste espaço, somente as descobertas que forem úteis e/ou divertidas. É o caso do teste de sequenciamento genético oferecido pela empresa americana 23andMe (alusão aos 23 pares de cromossomos que temos) diretamente aos consumidores, sem qualquer necessidade de prescrição médica.

Fazer o teste é simples: entre no site (www.23andme.com) e peça o kit que vem por correio (infelizmente não entregam no Brasil; faça quando estiver viajando em um dos 30 países nos quais operam). Com o kit em mãos – e 30 minutos sem comer e beber, nem escovar os dentes –, basta cuspir sua saliva em um tubinho e mandar de volta para o laboratório da companhia.

Por meio de um processo intitulado “genotipificação” (ou genotyping, em inglês), a 23andMe analisa partes importantes do seu DNA que revelam diversas informações, desde doenças com propensão a desenvolver no futuro até detalhes genéticos determinantes no passado. Depois de aproximadamente 15 dias, você terá acesso a um site para ver todos seus inúmeros relatórios. Logo na entrada, a frase: “Welcome to you”.

Na parte fun do relatório, você conhecerá a origem dos seus ancestrais, genes que possui e determinam características do cabelo, pele e olhos, entre muitas outras. Eu descobri, por exemplo, que tenho um gene que favorece o consumo de açúcar – – e que meus músculos são do tipo “rápido” – –, o que contribui para corrida e outras atividades aeróbicas. Vi também que possuo uma variante no gene ALDH2, que apresenta uma maior tolerância ao álcool. Ou seja, tenho resistência!

Porém, os dados potencialmente mais interessantes (ou assustadores) referentes às características do DNA que podem influenciar doenças como câncer, Alzheimer e Parkinson, entre muitas outras potencializadas pela genética, não estão mais disponíveis no 23andMe. Em 2012, quando a companhia já havia realizado mais de 500 mil testes, o governo americano resolveu proibir a apresentação dessas informações. Naquele momento, inclusive, a empresa anunciava fortemente na TV dos Estados Unidos.

Ainda assim, graças à internet, é possível obter essas informações mais “delicadas” por outro caminho. Alguns sites, como o Promethease.com, absorvem os dados da 23andMe gerando um enorme relatório, com notícias boas e outras ruins, detalhando todas as características do seu DNA para doenças com ampla e limitada propensões a desenvolver ao longo da vida, além da reação e da resistência do seu organismo a drogas e medicamentos mais comuns.

Tecnologias como essas apontam que estamos a caminho de um novo momento do cuidado com a saúde, em que medicamentos, tratamentos e principalmente prevenção serão customizados de acordo com o seu DNA, a partir de amostras de saliva, sangue ou células bucais colhidas com cotonete. Hoje já existem testes que rastreiam mais de 300 genes para determinar a chance de desenvolver vários tipos de doenças. O mundo está ficando cada vez mais assertivo.


Marcelo Tripoli é publicitário, geek e empreendedor serial, além de autor do livro Meaningful Marketing

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s