Tarantino diz que vai dirigir apenas mais dois filmes

Cineasta disse quer acumular a direção de apenas dez filmes em sua carreira – e nenhum a mais

São Paulo – O cineasta americano Quentin Tarantino, 52, disse que vai dirigir apenas mais dois filmes.

Em participação no talk show Jimmy Kimmel Live!, da ABC, nesta terça (8), Tarantino disse quer acumular a direção de apenas dez filmes em sua carreira – e nenhum a mais.

Ele disse a Kimmel que não vê isso como uma “grande tragédia” e que provavelmente entregará os dois últimos filmes nos próximos oito anos.

Tarantino explicou:

“Acho que muitos diretores falam, ‘eu quero fazer isso e aquilo, isso e aquilo, mas tenho tempo apenas para fazer isso e aquilo’. Eu acho que eles têm bem menos tempo do que pensam ter. Então eu não vou pensar que vou fazer mais quatro ou seis filmes e conseguirei fazer todos”.

Ele prometeu se esforçar bastante nessa conclusão:

“Se eu pensar que tenho apenas dois filmes [pela frente], isso mantém [minha obra] na ponta da lança. Isso significa que é melhor esses dois serem bons e é melhor eu dar meu máximo neles”.

Esta não foi a primeira vez que o cineasta disse que quer apenas dez longas em seu currículo.

Em 2014, em entrevista à Deadline, ele havia afirmado a mesma coisa.

O novo Os Oito Odiados – que o diretor divulgou com o elenco no talk show – é o oitavo filme de sua carreira.

Trajetória

Após dirigir curta-metragens, Tarantino iniciou a carreira em longas com o elogiado policial de baixo orçamento Cães de Aluguel (1992).

O diretor foi ao estrelato dois anos depois, com Pulp Fiction, ganhador da Palma de Ouro – prêmio máximo do Festival de Cannes – e do Oscar de melhor roteiro original (com Roger Avary).

Depois disso, vieram Jackie Brown (1997), Kill Bill: Volume 1 (2003), Kill Bill: Volume 2 (2004), À Prova de Morte (2007), Bastardos Inglórios (2009) e Django Livre (2012), que rendeu ao diretor outro Oscar de melhor roteiro original.

A obra de Tarantino é conhecida por misturar narrativas não lineares, humor negro, violência e referências à cultura pop em diálogos e trilhas sonoras. O diretor tem respeito da crítica e milhares de fãs ávidos.

Além disso, atores como Uma Thurman, Tim Roth e Samuel L. Jackson são frequentes em seus filmes.

Os Oito Odiados estreia no Brasil em 7 de janeiro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s