Uma análise das frases mais polêmicas do primeiro ano de Trump

Após 365 dias à frente da presidência dos Estados Unidos, ele já cometeu gafes verbais que os antecessores não faziam em oito anos na Casa Branca

 (Chip Somodevilla/Getty Images)

Um ano depois de eleito, Donald Trump exerceu seu mandato desde janeiro e conseguiu façanhas raras para um presidente dos Estados Unidos – como constranger nações, empresas e cidadãos em geral.

Entre muitas frases desastradas ditas ou tuitadas em 2017, separamos para a análise do impacto delas por Gunther Gudzit, professor de Relações Internacionais da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

As pérolas (podres)

“Fui eleito para representar os cidadãos de Pittsburgh e não de Paris. As nações que nos pedem para ficar no acordo são as mesmas que custaram milhões aos americanos.” (em 21 de junho)

Contexto: Saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris sobre mudanças climáticas

Comentário do professor: “Por mais estranho que pareça para o restante da humanidade, essa é a realidade de boa parte da sociedade americana de hoje, mais preocupada com seus problemas que com os efeitos que essa atitude pode gerar no restante do planeta”.

 (Adam Berry/Getty Images)

 

“É bom que a Coreia do Norte pare de ameaçar os Estados Unidos ou enfrentarão fogo e fúria como o mundo nunca viu.” (8 de agosto)

Contexto: Reação às ameaças de ataque nuclear aos Estados Unidos, sinalizadas pelo embaixador norte-coreano na ONU e pelo ministro da defesa do país asiático.

Comentário do professor: “A declaração acentuou a preocupação com uma guerra na Península Coreana. Os efeitos seriam globais, já que a Coréia do Sul fornece uma quantidade massiva de equipamentos eletrônicos e automobilísticos a grandes corporações no mundo todo.

 (Scott Olson/Getty Images)

 

“Há ótimas pessoas dos dois lados.” (em 15 de agosto)

Contexto: Houve confrontos entre integrantes racistas de grupos pró-supremacia branca e grupos antiextremistas em manifestação pacífica em Charlottesville, na Virgínia, um supremacista acelerou seu carro contra a multidão e matou uma mulher, além de ferir outras 19 pessoas.

Comentário do professor: “Trump deu uma entrevista coletiva e tentou, sem êxito, desdizer a proposição. A falta de convicção do presidente deu força aos grupos racistas e defensores dos heróis sulistas, onde existem também membros de Ku Klux Klan”.

 (Chip Somodevilla/Getty Images)

 

“Estamos pensando em construir o muro como um muro solar para que ele produza energia e se pague. Assim, o México terá que pagar muito menos dinheiro. E isso é bom, não acham?” (em 21 de junho)

Contexto: O republicano Trump insistia que a obra para erguer um muro na fronteira entre Estados Unidos e México (para evitar imigração ilegal) seja paga pelo outro país.

Comentário do professor: “Indiretamente, essa questão afeta negativamente toda a América Latina, pois esse tratamento não atinge só os mexicanos. Cria um rótulo de ‘ilegal’ para qualquer latino”.

 (Richard Ellis/Getty Images)

 

“Hoje não vamos falar sobre a violência das armas.” (em 5 de outubro)

Contexto: Ao chegar a Las Vegas para se encontrar com sobreviventes de um atentado de um atirador solitário que possuía um arsenal dentro de um quarto de hotel. Ele atirou contra o público de um show ao ar livre, matou 59 pessoas e feriu mais de 500.

Comentário do professor: “Políticos dos dois partidos defendem a posse de armas. Entre republicanos, e Trump entra aqui, há uma maioria esmagadora a favor. Com isso, os Estados Unidos continuam sendo o país com a maior taxa de mortalidade por pessoas/ano devido a armas de fogo”.

 

Veja também

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s