Usar terno e gravata pode mudar sua forma de pensar, diz estudo

Segundo os pesquisadores, as roupas formais dão sensação de poder, que, de certa forma, altera a maneira como seu cérebro trabalha

Barney Stinson

 (FOX/Reprodução)

Usar terno e gravata pode nos deixar mais elegantes, com uma aparência séria e até mesmo mudar a percepção que outras pessoas têm sobre nós. Mas um estudo garante que os trajes formais podem mudar também nossa maneira de pensar.

Abraham Rutchick, professor de psicologia da California State University e um dos autores do estudo, afirma que as roupas mais formais passam uma sensação de poder e isso, basicamente, afeta nossa forma de ver o mundo.

De maneira objetiva, a pessoa vestida assim tende a pensar de maneira ampla, considerando o todo, ao invés de se atentar apenas a detalhes ou parte do problema.

Para o estudo, Rutchnik e mais três pesquisadores realizaram alguns testes cognitivos com estudantes para avaliar seu modelo de pensamento. O grupo que se apresentou com roupas que usariam em uma entrevista de emprego demonstrou maior tendência ao modelo de pensamento abstrato (que considera conceitos de forma ampla, holística, diferente do pensamento concreto que foca em pontos mais específicos), do que o grupo vestido com “roupas que usariam para ir às aulas”.

Para os autores da pesquisa, não importa se você costuma usar esse tipo de roupa todos os dias ou apenas em ocasiões especiais. Ainda assim, os efeitos podem ser notados.

O pesquisador Michael Slepian, da Columbia Business School, afirma que o terno é um símbolo de poder e é provável que as pessoas adotem um modelo de raciocínio abstrato quando se sentem poderosas.

Para ele, o significado das peças de alfaiataria não deve acabar tão cedo mesmo com o uso crescente de peças mais casuais no trabalho, principalmente em ambientes criativos.

“Leva tempo para símbolos e nossas interpretações sobre seus significados mudarem”, diz. “Poderia prever que o efeito seria ainda maior se esses trajes fossem reservados para situações ainda mais formais.”

 

Veja também

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s