Você pagaria para descobrir o DNA da sua cerveja favorita?

Empresa Suíça pretende decifrar o genoma de 1.000 cervas e mudar a nossa maneira de escolher a bebida

Ceveja

 (Pixabay/Reprodução)

O boom da cerveja artesanal deixa você um pouco confuso? Nós entendemos.

Hoje em dia, a cena cervejeira foi invadida por estilos excêntrico como “Imperial Mild Ale” e “Wit IPA”, termos que dizem muito sobre a bebida, mas tornam a vida do consumidor em um jogo de xadrez de sabores.

Agora, imagine um mundo onde você experimenta uma gelada nova na casa de um amigo e sente que ela falou com você. O nível de amargura agradou, o aroma frutado ficou na memória, o retrogosto trouxe o sabor marcante de laranja… Bingo! Entrou na lista das suas favoritas.

O próximo passo? Encontrar outras cervas com o mesmo perfil. Dar um Google pode ajudar, mas não vai solucionar de fato seu problema. Ficar batendo o olho em rótulos no supermercado é divertido, mas fará você levar uma vida até encontrar algo parecido. Então, como aprimorar essa procura?

Alguns cientistas na Suíça dizem ter encontrado a resposta. DNA.

BeerDeCoded quer sequenciar o código genético do suco de cevada e criar uma espécie de “genoma da cerveja”.

Isso iria oferecer ao cliente uma visão personalizada do paladar desejado.

A longo prazo, os pesquisadores acreditam que um aplicativo será capaz de comparar a bioquímica da birra que você gosta com outras 1.000 opções catalogadas pelo mundo. E no fim, sugerir quais o agradarão e quais não.

A iniciativa começou no Kickstarter em 2015 pedindo por uma doação em prol do conhecimento científico e dois anos depois alcançou o objetivo financeiro estipulado.

Ou seja, atualmente já é possível enviar um email para a empresa em busca das suas “loiras” preferidas.

Até o momento, Gianpaolo Rando, biólogo molecular, e sua equipe contam com um catálogo de 100 cervejas (10% do objetivo) coletadas de 20 países diferentes.

Mais: oferecem a chance de visitar o laboratório aberto em Hackuarium (localizado em Lausanne, Suíça) e discutir a cerca do poder da tecnologia no nosso lifestyle.

Os que conheceram o local são categóricos ao dizer que ao fazer o tour fica ainda mais claro que saber tipos de grãos, lúpulo e fermento não basta mais. A cerveja é agora uma dávida da ciência. Um brinde ao futuro.

Veja também
  • query_builder
  • query_builder
  • query_builder
  • query_builder
Newsletter Conteúdo exclusivo para você

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s