A região Ásia-Pacífico irá adicionar 600 milhões de novos assinantes de telefonia móvel até 2020, conclui o último estudo sobre economia móvel da GSMA

O número de assinantes de telefonia móvel na região Ásia-Pacífico atingiu 2,5 bilhões no final do ano passado e vai aumentar para 3,1 bilhões até 2020, de acordo com um novo estudo realizado pela GSMA e publicado no GSMA Mobile World Congress de Xangai esta semana.

O número de assinantes de telefonia móvel na região Ásia-Pacífico
atingiu 2,5 bilhões no final do ano passado e vai aumentar para 3,1
bilhões até 2020, de acordo com um novo estudo realizado pela GSMA e
publicado no GSMA Mobile World Congress de Xangai esta semana. O novo
estudo, ‘The Mobile Economy: Asia Pacific 2016’ (A economia
móvel, região Ásia-Pacífico 2016), conclui que 62% da população da
região Ásia-Pacífico assinaram um serviço móvel em 2015 e espera-se que
esta porcentagem irá aumentar para quase três quartos da população até
2020, mais 600 milhões de novos assinantes serão adicionados neste
período. Calcula-se que as tecnologias e serviços móveis constituiu 5,4%
cento do PIB da região Ásia-Pacífico no ano passado, o equivalente a US$
1,3 trilhão em valor econômico; esta contribuição econômica deverá
aumentar para US$ 1,7 trilhão até 2020.

Esta Publicação Smart News contém multimédia. Ver aqui a publicação na íntegra:
http://www.businesswire.com/news/home/20160629005675/pt/

Asia Pacific to Add 600 Million New Mobile Subscribers by 2020, Finds Latest GSMA Mobile Economy Stu ...

Asia Pacific to Add 600 Million New Mobile Subscribers by 2020, Finds Latest GSMA Mobile Economy Study (Photo: Business Wire)

“Mais de metade do número de assinantes de telefonia móvel do mundo
estão baseadas na Ásia-Pacífico e a região será o motor principal
crescimento global de assinantes para o resto da década”, disse Mats
Granryd, diretor geral da GSMA. “O aumento de penetração de assinantes,
junto com a aceleração da migração para redes mais rápidas e serviços
mais avançados, continua a impulsionar a inovação e a digitalização em
ambos os mercados avançados e emergentes nesta região altamente
diversificada. A telefonia móvel está ajudando Ásia a construir
sociedades digitais que permitem que seus cidadãos tenham acesso a
serviços, a qualquer hora e em qualquer lugar – e estas sociedades
digitais movidas por telefonia móvel estão se tornando os principais
motores do desenvolvimento econômico e social.”

Crescimento no número de assinantes, banda larga móvel e smartphones
em toda a Ásia

A região Ásia-Pacífico será responsável por 60% do um bilhão de
assinantes únicos de telefonia móvel1 que serão adicionados
ao total mundial em 2020, com a região continuando a adicionar
assinantes a um ritmo mais rápido do que a média global2. Os
quatro maiores mercados da região – China, Índia, Indonésia e Japão –
juntos representaram mais de três quartos da base de assinantes total da
região. Somente a Índia deverá acrescentar cerca de 250 milhões de novos
assinantes até 2020, mas pequenos países da região, como Bangladesh,
Indonésia, Mianmar e o Paquistão também irão fazer grandes contribuições
para o crescimento de assinantes.

A banda larga móvel (3G/4G) foi responsável por 45% do total de conexões 3
na região da Ásia-Pacífico no ano passado, deverá aumentar para 70% até
2020 à medida que os operadores continuam a investir na construção da
rede 4G e os assinantes migram para redes de velocidade mais alta. A
rede 4G está no caminho certo para contabilizar mais de um terço do
total de conexões na região Ásia-Pacífico até 2020. No final de 2015, a
região tinha 76 redes vivas 4G LTE e 20 redes vivas VoLTE. Segundo o
relatório, a migração 4G está agora a ganhar ritmo em mercados como a
Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia. Enquanto isso, os pioneiros
4G da região – como a Coreia do Sul, Japão e China – estão impulsionando
o desenvolvimento de tecnologias móveis 5G em prontidão para
implantações antes do final da década.

O número de conexões de smartphones na região Ásia-Pacífico totalizou
1,7 bilhão no final de 2015, sendo responsável por 45% das conexões
regionais. A China, a Índia e a Indonésia têm sido os principais motores
do crescimento dos smartphones, ajudando a região a duplicar sua base
global de smartphones durante os últimos dois anos. A região vai
acrescentar mais 1,3 bilhão de conexões de smartphones até 2020,
chegando a 3 bilhões, ou dois terços da base total de conexões da região
até essa data.

Ecossistema móvel, um contribuinte crescente para a economia asiática

Espera-se que o valor econômico de US$ 1,3 trilhão gerado pelo setor de
telefonia móvel da região Ásia-Pacífico no ano passado (5,4% do PIB da
região Ásia-Pacífico4) aumente para US$ 1,7 trilhão até 2020
à medida que a região continua a se beneficiar das melhorias na
produtividade e eficiência possibilitadas pelo aumento da taxa de
utilização dos serviços móveis e a adoção de novas tecnologias, como a
máquina-a-máquina (M2M).

O ecossistema móvel na Ásia também promoveu 15 milhões de empregos em
2015. Isso inclui os trabalhadores contratados diretamente no
ecossistema e os trabalhos que estão indiretamente apoiados pela
atividade econômica gerada pelo setor. Além do impacto do setor de
telefonia móvel na economia e no mercado de trabalho, faz uma
contribuição substancial para o financiamento do setor público;
aproximadamente US$ 111 bilhões foram arrecadados na região no ano
passado através da tributação geral.

O setor de telefonia móvel da Ásia também está desempenhando um papel de
liderança no fornecimento de inclusão digital e abordando o abismo
digital. Segundo o estudo, houve 1,8 bilhão de cidadãos de toda a região
Ásia-Pacífico acessando a internet através de dispositivos móveis no
final do ano passado, o equivalente a 45% da população da região.
Prevê-se que mais de 800 milhões de pessoas na Ásia irão se conectar à
internet móvel até 2020 (63% da população esperada). Como resultado, a
telefonia móvel tornou-se uma plataforma que permite a identidade
digital, a inclusão financeira, e uma série de serviços sociais e de
desenvolvimento que estão ajudando a entregar os Objetivos de
Desenvolvimento Sustentável (ODSs) das Nações Unidas. 5.

“A telefonia móvel é a principal ferramenta para estender a
conectividade e acesso à internet a todos os cantos da Ásia, oferecendo
uma miríade de benefícios econômicos e sociais”, acrescentou Granryd.
“Mas ainda há trabalho a ser feito. O setor de telefonia móvel deve
trabalhar com os reguladores e participantes do ecossistema para abordar
os principais obstáculos à inclusão digital na região Ásia-Pacífico,
tais como a falta de conteúdo local relevante, acessibilidade e uma
falta de competências digitais.”

O novo relatório ‘The Mobile Economy: Asia Pacific 2016’ (A economia da
telefonia móvel, região Ásia-Pacífico 2016) é de autoria da GSMA
Intelligence, o braço de pesquisa da GSMA. Para acessar o relatório
completo e infográficos relacionados, acesse: http://www.gsma.com/mobileeconomy/asiapacific/

-FIM-

Sobre a GSMA

A GSMA representa os interesses de operadoras de telefonia móvel em todo
o mundo, e une cerca de 800 operadoras com quase 300 empresas no mais
amplo ecossistema de telefonia móvel, incluindo fabricantes de celulares
e aparelhos portáteis, empresas de software, fornecedores de
equipamentos e provedores de Internet, bem como organizações de setores
adjacentes à indústria. A GSMA também produz eventos com liderança na
indústria como o Congresso Mundial de Telefonia Móvel, Congresso Mundial
de Telefonia Móvel de Xangai e conferências da Série Mobile 360.

Para obter mais informações, acesse a página corporativa da GSMA no
endereço www.gsma.com.
Siga a GSMA no Twitter: @GSMA.

1 Um assinante único de telefonia móvel representa um
indivíduo que pode ser responsável por várias conexões móveis (cartões
SIM) )

2 Taxas de crescimento de assinantes, 2015-2020.
Ásia-Pacífico: 4,5% CAGR; global: 3,9% CAGR

3 Uma conexão móvel corresponde a um cartão SIM ativo
registrado com uma rede móvel, incluindo conexões M2M. O número total de
conexões móveis na região Ásia-Pacífico atingiu 3,9 bilhões em 2015 e
tem previsão de subir para 5 bilhões até 2020

4 PIB total inclui a contribuição de operadores móveis
(1,1%); indústrias relacionadas, tais como dispositivos e participantes
de infraestrutura (0,7%); impacto indireto (0,6%); e impacto na
produtividade (3,0%)

5 Em setembro de 2015, a ONU introduziu um conjunto de 17
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) como parte da Agenda
para o Desenvolvimento Sustentável de 2030. O plano de 17 pontos tem
como objetivo acabar com a pobreza, combater a mudança climática e lutar
contra a injustiça e a desigualdade. A GSMA está apoiando os ODS como
parte de sua campanha #betterfuture. . http://www.gsma.com/betterfuture/

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada.
As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se
referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que
tem efeito legal.

Contato:

para a GSMA
Charlie Meredith-Hardy
+44 7917 298428
CMeredith-Hardy@webershandwick.com
ou
Ava
Lau
+852-2533 9928
alau@webershandwick.com
ou
Assessoria
de Imprensa da GSMA
pressoffice@gsma.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s