Bancos da América Latina Procuram Redes Sociais após Mobilização de suas Ofertas

"Tendo tecnicamente alcançado o teto em termos de ofertas de serviços bancários com mobilidade na América Latina, os bancos necessitam explorar novos canais de relacionamento e comunicação com seus clientes.

“Tendo tecnicamente alcançado o teto em termos de ofertas de serviços
bancários com mobilidade na América Latina, os bancos necessitam
explorar novos canais de relacionamento e comunicação com seus clientes.
Redes sociais, particularmente plataformas e ferramentas de mensagens,
parecem perfeitamente posicionadas para uma nova onda de digitalização
de serviços financeiros, “disse Oriol Ros, gerente de marketing na
Latinia, citando o mais recente relatório da 8a edição de
‘Serviços Bancários com Mobilidade e Redes Sociais na América Latina.

O estudo foi realizado entre as 100 principais instituições financeiras
– bancos comerciais – na região, preservando cotas nacionais para a
inclusão de todas as economias do continente. Isto revela “um pico”
referente à mobilização de ofertas de serviços com mobilidade, com 99
entidades que têm até 3 serviços de mídia, quando em 2012 apenas 77% dos
bancos foram mobilizados e tinham em média apenas 2. “Em cinco anos,
houve um crescimento tanto no número de bancos como na quantidade total
de serviços com mobilidade, provocando um crescimento exponencial”,
disse Ros. Aplicativos finalmente superaram os serviços bancários por
SMS, embora ambos ainda permaneçam razoavelmente a par, e causaram
significativos movimentos colaterais como o surto em notificações via
push, cada vez mais presentes entre as instituições financeiras.

“Há uma necessidade de ir mais além, e as plataformas sociais também
analisadas no estudo podem fornecer a resposta, dado o nível de
envolvimento mostrado por redes sociais com bancos na região. Tal
comprometimento, medido a partir de suas “curtidas”, compartilha,
menciona ou comenta a atividade, expressa uma clara demanda, um desejo
de se conectar suas entidades através deste canal como uma forma natural
de interação que os bancos não devem ignorar. Isto tem intensificado os
movimentos como aqueles do Facebook e chatbots, ciente que o cliente de
banco se sente particularmente confortável em sua plataforma e com suas
ferramentas,” concluiu Ros na visão antecipada do relatório.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada.
As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se
referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que
tem efeito legal.

Contato:

Latinia
Oriol Ros
Diretor de Marketing
oros@latinia.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s