Com ajuda de recuperadores, empresas endividadas viram o jogo

Diversas empresas de Santa Catarina conseguem reverter endividamento com ajuda de recuperadores profissionais

Santa Catarina- Diversas empresas decidiram recorrer a recuperadores profissionais para adotar programas de reestruturação financeira e, assim, saírem mais fortes da crise que atinge quase todos os setores. Para atender à crescente demanda por novos projetos de ajuste, a Corporate Consulting, uma das maiores consultorias de turnaround do Brasil, ampliou sua presença em outros Estados com a oferta de serviços, especialmente gestão interina, recuperação e suporte. Somente em Santa Catarina, entre as mais recentes, destacam-se a Pesqueira, Sulfabril, Indigo Jeans, Douat, Teka, Pagé, Angelgres.

Muitas que recorreram à gestão interina e programas de reestruturação conseguiram reverter o endividamento com novos padrões gerencias e de controles de seus processos. Voltaram a receber dinheiro novo por parte dos bancos para destravar suas operações comerciais e ainda obtiveram condições especiais de renegociação de dívidas, com prazo de pagamento de 15 anos e deságio de até 50%.

Tome-se o exemplo recente de uma das mais tradicionais fabricantes de equipamentos de armazenagem agrícola, a Industrial Pagé. Em março de 2013 obteve sinal verde da justiça ao seu pedido de recuperação. Contratou uma empresa especializada em “turnaround”, a Corporate Consulting, e em poucos meses conseguiu dar uma virada espetacular em seus resultados. Tanto que já conseguiu sair da RJ. Aumentou a capacidade produtiva em 40% no primeiro semestre de 2014 e o faturamento cresceu 60% no mesmo período. Chegou a R$ 130 milhões, contra R$ 90 milhões em 2012. Uma das mais ativas consultorias de turnaround do Brasil, a Corporate Consulting conta em sua carteira com dezenas de empresas que passaram a usufruir do novo padrão de negociação com os credores como parte de sua metodologia para reestruturar empresas endividadas e, assim, evitar a falência.

Após ter seu plano de recuperação judicial aprovado em julho de 2015, com seguidas adequações da sua estrutura ao novo cenário econômico, a Latina Eletrodomésticos, símbolo da explosão de consumo ocorrido após o início do Plano Real, também já colhe resultados expressivos mesmo em um quadro recessivo. O faturamento cresceu, em média, 18% ao mês neste ano, com perfil de produtos mais rentáveis, o que resultou em lucro antes dos juros, impostos e depreciação (EBTIDA) positivo e crescente desde fevereiro último.

O faturamento previsto é chegar próximo a R$ 100 milhões em 2016. O ano começou com R$ 4 milhões/mês, foi para cinco, seis e bateu nos sete milhões em abril. Em maio estabilizou em sete milhões, que projetado, deve se aproximar de cem milhões em 2016. O processo de reestruturação da Latina, conduzido pela Corporate Consulting, mostra que existem ferramentas gerenciais para colocar as empresas no trilho do crescimento sustentável com o amadurecimento do mercado de turnaround ou virada corporativa.

“Uma saída para as empresas que precisam reverter a crise financeira que atinge mais de um milhão de pequenas, médias e grandes é aproveitar ao máximo os benefícios da Lei de Recuperação Judicial ao mesmo tempo em que fortalece a gestão mediante programa de ajuste e de controles de seus processos”, avalia Ricardo Vastella, consultor da Corporate Consulting e um dos responsáveis pela gestão interina da Latina.

O orçamento revisado da Latina para o segundo semestre, informa Vastella, aponta para uma empresa mais enxuta e rentável em relação ao ano anterior, porém com resultado econômico bem acima do apurado em 2015. “A estrutura de custos fixos foi ajustada à operação e hoje o processo de tomada de decisões é rápido e desburocratizado”, destaca. Para aperfeiçoar os controles gerenciais e de informação, a Latina finaliza neste mês a migração da versão mais atualizada do sistema de gestão empresarial (ERP). Assim, passa a integrar todos os processos desde a aquisição das matérias primas, manufatura, logística e distribuição. “Haverá maior agilidade na tomada de decisões aliada a precisão dos dados, para garantir competitividade em um mercado cada vez mais exigente”, acrescenta o consultor da Corporate Consulting.

A reestruturação do capital de giro avança a cada resultado positivo mensal. O plano de recuperação segue dentro do cronograma estabelecido, onde a classe trabalhista já foi liquidada no começo deste ano. A empresa reestruturou sua área comercial e hoje volta sua atenção para a melhoria das margens, pulverização da carteira de clientes, ampliação da base comercial, melhoria dos preços médios de venda, otimização da logística de entrega de produtos, bem como a revitalização de sua rede de representantes em todo o País, relata Vastella. Dentre outras ações investiu na expansão do e-commerce acompanhando a tendência do mercado. “O pior já passou”, assinala o presidente da Corporate Consulting, Luis Alberto Paiva.

A Corporate utiliza diversas armas legais para recolocar as endividadas no caminho do crescimento. Após diagnóstico, identifica aquelas com potencial de reverter a situação de crise e 1) injeta capital próprio para resolver pontos críticos, como folha de pagamentos, fornecedores de insumos e matérias prima de forma a retomar a produção 2) assume a gestão financeira para garantir que o Plano de Recuperação seja cumprido; 3) Como gestora interina, controladores delegam o gerenciamento de contas a receber e a pagar e deixam temporariamente a administração a cargo dos profissionais da Corporate, 4) Elabora Plano de Recuperação para aprovação da assembleia de credores 5) após aprovação do plano toma todas as medidas legais para cumprir os pagamentos.

Como avalista dos planos de reestruturação de empresas, um dos diferenciais da Corporate é ter livre trânsito junto aos bancos, o que facilita a montagem dos planos de negociação de dívidas. Ter credibilidade junto ao sistema financeiro é fundamental para ser ouvido e obter melhores condições financeiras nos processos de renegociação de dívidas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s