Eduardo Sirotsky Melzer, presidente do Grupo RBS, comenta mudanças no jornal de todos os gaúchos

Saiba quais as motivações e o que mudou na Zero Hora

A Zero Hora, jornal líder em vendas e popularidade no estado do Rio Grande do Sul, se orgulha de ser o meio de comunicação preferido dos gaúchos. Assim, Eduardo Sirotsky Melzer, presidente do Grupo RBS, mais conhecido como Duda Melzer, em evento comemorativo aos 50 anos do jornal – na estação ZH, no parque da redenção, espaço este que seguiu de maio até julho de 2014 -, apresentou a nova cara do jornal, tendo a Zero Hora dominical do dia 04 do mesmo ano sido o marco inicial desta transformação.

Assim, Eduardo Sirotsky Melzer ressaltou a tradição da ZH de Domingo, que, nas palavras dele, “simboliza com muita força essa transformação; porque talvez a partir da Zero Hora dominical é que nós tenhamos a maior mudança no nosso jornal”. Ressaltou, também, as novas tecnologias disponíveis para o leitor, já que o jornal, a partir da data, esteve disponível em todas as plataformas, além do tradicional impresso: notavelmente a mídia digital, com vistas a oferecer para o leitor o conteúdo de maneira prática e fácil, onde ele estiver.

Além disso, a ZH busca estar mais presente na vida de cada um dos gaúchos – já que, há tempos, vem representando este jeito nosso de ser. Duda Melzer destaca que os princípios do jornal envolvem desde a rivalidade GreNal, até as questões características de nosso estado, que estão sempre presentes em matérias e colunas, o que também ressalta a preocupação em fazer o gaúcho que se encontre fora do nosso estado a sentir-se, quando da leitura, um pouco mais perto de casa.

Diversas transformações foram efetivadas no jornal de todos os gaúchos (mais detalhes você confere nesse vídeo: http://zh.clicrbs.com.br/rs/pagina/aniversario-de-zh.html). Eduardo Sirotsky Melzer comentou que é vital estar atento às transformações do mundo, no que tange a interesses e tudo mais o que envolve um meio de comunicação. Assim, por isso foi pensada a transformação da Zero Hora, haja vista que tudo mudou nesses últimos tempos – e o nosso jornal não ficou para trás.

Da equipe de Eduardo Sirotsky Melzer, Luiz Adolfo de Souza, Editor de Arte do jornal, é enfático a afirmar que foi a maior transformação editorial e gráfica da Zero Hora em 50 anos. Prossegue dizendo que o novo logotipo do jornal (abreviado), procurou trazer mais familiaridade ao leitor, sendo uma marca totalmente nova e adaptada às novas plataformas. Nilson Vargas, Editor-chefe de Multiplataforma, ressalta que a intenção foi de criar um impacto de mudança, além de, ao mesmo tempo, evoluir, visando o novo e modificado perfil dos leitores.

Assim, foi então dado um enfoque maior às imagens, que revestem-se de extrema importância, nas palavras de Jefferson Botega, Editor de Imagem. A grande aposta nas mídias digitais, desde então, é o vídeo, onde é dado um novo enfoque as histórias já contadas na mídia escrita. Essa é, enfim, a ideia de Eduardo Sirotsky Melzer quando reuniu-se com a qualificada equipe ZH para panejar a transformação da ZH. O presidente do Grupo RBS finaliza comentando que a Zero Hora espera seguir sendo um norte para todos os gaúchos: sejam eles moradores de nosso estado ou vivendo na mais distante das querências.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s