IBRI e Deloitte lançam estudo com foco em gestão de riscos e na atuação estratégica do RI

O IBRI e a Deloitte lançaram no primeiro dia do 18º Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais, a pesquisa “Gestão de Riscos e RIs – Evolução Contínua para Criar e Preservar Valor nas Relações com Investidores”.

O IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e a Deloitte lançaram no primeiro dia do 18º Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais, iniciado hoje em São Paulo, a pesquisa “Gestão de Riscos e RIs – Evolução Contínua para Criar e Preservar Valor nas Relações com Investidores”.

O estudo mostrou que, nos últimos anos, a área de Relações com os Investidores (RI) tem passado por um intenso processo evolutivo em resposta aos novos desafios impostos pelo mercado e à demanda por profissionais de RI com perfil mais estratégico dentro das companhias. Além de divulgar informações financeiras e gerir processos da área de maneira eficaz, o RI precisa estar cada vez mais em linha com os objetivos de negócio e atento às oportunidades e aos riscos que surgem no dia a dia de sua empresa.

Perfil estratégico e gestão de riscos

A pesquisa mostrou que 45% dos entrevistados destacaram o perfil estratégico como aquele que mais bem representa sua área dentro das empresas. Outros atributos destacados foram os papéis de comunicador (19%), catalisador e operador (ambos com 18% cada).
“Esse percentual indica o ganho de relevância do profissional de RI, que cada vez mais deve estar ciente das novas demandas por informação, tanto dentro quanto fora da empresa, bem como atuar em conjunto com as áreas de gestão de risco e de controles internos para promover um ambiente de confiança e mais transparente”, explicou o vice-presidente do IBRI, Ricardo Rosanova Garcia.

Gestão de riscos nas empresas

Ainda de acordo com o estudo, a área de gestão de riscos também vem vivenciando uma série de transformações ao longo dos anos, seja por causa das exigências dos órgãos reguladores, seja pelas exigências de investidores e do mercado de capitais por mais transparência.

A visão do RI sobre a gestão de riscos e sua avaliação sobre como sua função pode impactar o valor do negócio deve contribuir para a assimilação de ambas as áreas. A pesquisa revelou que praticamente 90% dos entrevistados concordam que boas práticas corporativas de gestão de riscos e de controles internos têm impacto positivo para atrair e reter investidores; já 87% dos pesquisados acreditam na influência positiva dessas boas práticas sobre o preço da ação.

“Em um contexto de maior divulgação de informações financeiras e não financeiras, o RI tem de estar pronto para responder aos questionamentos dos agentes de mercado sobre os riscos inerentes ao negócio. É importante também que a área se engaje em uma conversa de profundidade com os investidores e stakeholders sobre este tema”, destacou Bruce Mescher, sócio da área de Auditoria da Deloitte.

Embora o levantamento do IBRI e da Deloitte tenha verificado um perfil mais estratégico e, portanto, mais atento a questões de gestão de risco, também foi apurado que aproximadamente 39% dos entrevistados avaliaram como baixo o nível de engajamento dos profissionais de RI com as estruturas de gestão de riscos e de controles de suas organizações.

Perspectivas para o próximo ano

A pesquisa também analisou quais são os tópicos de risco que os RI consideram mais preocupantes para os investidores para os próximos 12 meses. Entre os temas estão as ameaças relativas ao modelo de negócio (64%), a preocupação com o crescimento orgânico (63%) e com investimentos em inovação (46%).

Outro item analisado foi o novo relatório de auditoria, uma ferramenta ainda desconhecida para o RI. Quarenta por cento dos entrevistados afirmaram não estarem familiarizados com o sistema, porém, entre os que puderam avaliar seu impacto na comunicação com o mercado, mais da metade acredita que as mudanças serão positivas, uma vez que facilitarão o processo de divulgação das informações.

Sobre o Encontro Nacional de RI e Mercado de Capitais: ponto de encontro entre agentes do mercado de capitais, o evento propõe neste ano debater temas como a necessidade do profissional de RI se adaptar a demandas dos investidores, especialmente nas áreas de risco, compliance e jurídica.

O Encontro Nacional é patrocinado pelas empresas: BM&FBovespa, Bloomberg, BNY Mellon, Bradesco, Chorus Call, Crowe Horwath, Deloitte, Diligent, Itaú Unibanco, MZ Boardvantage, RIWeb, RR Donnelley, Sabesp, Saint Paul Editora, Souza Cescon, SulAmérica, TheMediaGroup, Valor Econômico e Wittel.

Serviço
18º Encontro Nacional de RI e Mercado de Capitais – IBRI/ABRASCA
Data: 28 e 29 de junho de 2016
Horário: das 14h às 19h (28/06) e das 9h às 17h30 (29/06)
Local: Fecomercio (Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista – São Paulo/SP)
Mais informações: www.encontroderi.com.br/18/index.htm
Credenciamento de imprensa: rodney@digitalassessoria.com.br

Assessoria de Comunicação do IBRI
Digital Assessoria – Comunicação Integrada
Rodney Vergili | Paula Craveiro | Natália Martins | Jennifer Almeida
rodney@digitalassessoria.com.br
(11) 99123-5962

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s