Minicurso sobre inspeção em pás, torres e estruturas eólicas é destaque no ConaEnd

Trata-se de um evento voltado para o setor eólico, que abordará todas as ferramentas necessárias para garantir a segurança não só dos equipamentos usados na inspeção de pás, torres e estruturas, como dos profissionais que executam o serviço.

Somos uma nação privilegiada. Além de termos uma economia de baixo carbono (emissores de CO2), cerca de 70 vezes menor que a média mundial, outro aspecto importante é que nosso país vem utilizando mais fontes renováveis do que o resto do planeta, com um índice de 41% contra 13,5%. Isso nos torna um dos países que mais instala potência eólica anualmente e representou (de acordo com um estudo da Associação Mundial de Energia Eólica), 7% da venda mundial de aerogeradores, alcançando a terceira colocação, no primeiro semestre de 2014, entre os países que mais instalaram capacidade eólica, (ficando atrás apenas da Alemanha e da China). Nesse ritmo, a previsão é de que até 2023, a fonte eólica contribua em 11,5% com a matriz elétrica, o que corresponderá a uma potência instalada de 22 GW.

Nos últimos cinco anos, as torres, ou turbinas eólicas, aumentaram de 50 para 100 metros, pois, quanto mais alto o equipamento for instalado, mais vento será captado.

Nesse contexto, o trabalho de inspeção das novas usinas de energia é fator determinante para a evolução do segmento. Esses equipamentos não podem, jamais, deixar de ter uma atividade contínua de verificação de desempenho e integridade estrutural. Além disso, essa é uma atividade que deve ser entregue a profissionais qualificados, capazes de evitar acidentes e prejuízos gerais.

No dia 22 de agosto, a Abendi realizará o Minicurso Inspeção em Pás, Torres e Estruturas Eólicas no Centro de Convenções Frei Caneca, na cidade de São Paulo. Inserido na programação do ConaEnd&IEV, o evento dará uma visão geral sobre como funcionam os geradores eólicos, seus componentes e como o sistema é integrado, além de mostrar quais são os aspectos críticos de qualidade e inspeção do sistema e suas partes.

Entre os temas abordados estão: a história dos geradores eólicos; conceito de materiais compósitos; aprofundamento sobre as pás, as naceles, a torre e os outros componentes; inspeção e reparos de pás; plano de inspeção, inspeção em campo e aspectos críticos dos outros componentes; principais players e resumo da cadeia de fornecimento do mercado brasileiro.
Informações: http://www.conaend.org.br/minicursos/inspecao_pas_eolicas.php

Sobre o Conaend&IEV – Promovido e realizado pela Abendi – Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção, o ConaEnd & IEV – Congresso Nacional de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção, que será realizada de 22 a 25 de agosto de 2016 em São Paulo.

Dirigido a diretores, gerentes, pesquisadores, professores, especialistas e profissionais envolvidos com END, Inspeção, Integridade de Equipamentos, Atmosferas Explosivas, Soldagem, Segurança e Qualidade, tem como foco principal estabelecer uma sinergia entre a comunidade técnica e a indústria. Esse elo entre pesquisadores e a indústria é de extrema importância para impulsionar a produtividade e competitividade da indústria brasileira.

O evento apresentará temas que impactam diretamente no dia a dia das empresas, dos profissionais, das universidades e dos centros de pesquisas envolvidos com END e inspeção de equipamentos e materiais, e na prestação de serviços. Isto quer dizer: apresentaremos o que há de mais avançado em tecnologia utilizada no setor para os principais segmentos industriais do país.
Destaque para o caráter técnico do evento que traz os resultados das mais recentes pesquisas e trabalhos e aborda os principais gargalos da produtividade e confiabilidade de equipamentos e plantas industriais.
O evento terá, ainda, sessões especiais, fóruns de debates, apresentações de trabalhos técnicos (sessão oral e pôster) e minicursos sobre temas de relevância para a indústria.

Sobre a Abendi – Voltada à difusão das atividades de Inspeção e Ensaios Não Destrutivos (ENDs), preservando a vida e o meio ambiente, a Abendi mantém parcerias com entidades e empresas para disseminar o uso de ENDs, técnicas indispensáveis na inspeção de materiais e equipamentos sem danificá-los, sendo executadas nas etapas de fabricação, construção, montagem e manutenção. Entre elas estão a Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM), Faculdade de Tecnologia de São Paulo (Fatec), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Petrobras, o Senai, Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia – CEFET/BA, entre outras. Além disso, a associação também possui acordos e convênios de cooperação técnica com instituições dos seguintes países: Alemanha – DGZfP, Argentina – AAENDE, Austrália – AINDT, Áustria – OgfZP, Bélgica – BANT, Canadá – CSNDT, China – ROCSNT, Coréia do Sul – KSNT, Espanha – AEND, Estados Unidos – ASNT, França – COFREND, Hungria – GTE, Índia – ISNT, Inglaterra – BInstNDT, Itália – AIPnD, Jamaica – JSNDT, Japão – JSNDI, Noruega – NSNDT, Romênia – AroEnd, Rússia – RSNTTD, Uruguai – AENDUR e Venezuela – ASOVEND.

A Abendi também é acreditada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, como Organismo de Certificação de Pessoal – OPC-002, conforme a Norma ISO 17024, para a qualificação e certificação de pessoal em END, baseada nos critérios da Norma ISO 9712. Credenciada, desde 2003, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) como Organismo de Normalização Setorial (ONS-58), para a elaboração de normas de END; e pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para trabalhar como instituição de Pesquisa & Desenvolvimento P&D, nas áreas de interesse da indústria petrolífera e também é acreditada pela ANP desde 2013 como Certificadora de Conteúdo Local.

A associação ainda é reconhecida como Entidade Tecnológica Setorial (ETS), pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, para a gestão tecnológica na área de END e pela European Federation for NDT (EFNDT), por meio do Mutual Recognition Agreement (MRA). Desde 2006, é qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), pelo Ministério da Justiça, que possibilita receber doações de empresas, dedutíveis do lucro operacional; desenvolver projetos do interesse do setor público; ações de formação e capacitação de pessoas; e a chance de receber bens apreendidos, abandonados ou disponíveis, administrados pela secretaria da Receita Federal.

Informações à imprensa:
Tel: (011) 5586-3170 / 98300-4837
Email: alexandraalves@abendi.org.br / camila@abendi.org.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s