Pagamentos digitais: perspectivas de mercado apontam para aumento de transações e melhoria de serviços

Além da inovação tecnológica, modelo promove um “renascimento do mercado financeiro”, de acordo com o CEO da Audtax, empresa especializada em auditoria de pagamentos digitais

Em 2015, as perspectivas para o modelo de pagamento digital eram bem promissoras. No final de 2015, a Worldpay – uma provedora global de serviços de pagamento – apresentou dados que indicaram aumento de 51% nos “métodos alternativos de pagamento”, ou seja, os que não utilizam cartões de crédito (cartões de plástico). O aumento sensível demonstra, por outro lado, uma mudança significativa no comportamento dos consumidores diante de novas possibilidades de pagamento e o que se espera das próximas demandas atendidas por empresas em seus diversos segmentos.

Outra pesquisa, divulgada durante o CIAB FEBRAN 2015 (Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras), revelou que o número de transações bancárias efetuadas no âmbito digital (dispositivos móveis) chegou a 5,3 bilhões, aumento de 127% entre 2013 e 2014. Estas duas constatações são apenas parte de um cenário que se desenvolve cotidianamente e traz ao mercado mundial – e aos comércios locais – formas efetivas e práticas de gestão financeira atrelada à tecnologia.

Para Mário Flávio, CEO da Audtax – Auditoria e Franquia especializada em pagamentos digitais – “as empresas têm abraçado a ideia de uma economia móvel totalmente conectada, simples e prática, afinal, o mundo está muito mais ligado hoje do que era há 15 ou 20 anos, econômica e tecnologicamente falando”. A exemplo dos avanços para além das ferramentas técnicas, pode-se citar a conscientização por parte do empresariado em relação a gestão do seu dinheiro e seus negócios. Mário acredita que o momento atual reflete o “renascimento do mercado financeiro”, junto, inclusive, de outro elemento inovador: as FinTechs.

Finanças, tecnologia, flexibilidade e espírito empreendedor

Considerado como um “fenômeno”, o surgimento de startups cujo foco de atuação era tecnologias voltadas para o mercado financeiro trouxe serviços que não mais estavam limitados a sistemas bancários e seus processos. O intuito, por sua vez, era dinamizar, atualizar e desenvolver as formas de gerir o dinheiro e os gastos de clientes sem que estas novas empresas precisassem se submeter a altos custos no momento de implementar os negócios. Ou seja, uma forma mais “enxuta” de lidar com finanças dispensando sistemas burocráticos – seja para a obtenção de crédito ou gerenciamento do fluxo de caixa, por exemplo.

Mário destaca que o volume de soluções oferecidas por essas empresas e a velocidade em que desenvolvem suas soluções apresenta uma alternativa inovadora à forma tradicional de lidar com questões bancárias. “De acordo com a empresa americana de pesquisas Venture Scanner, em 2016 já são quase 1.400 startups na área espalhadas pelo mundo, que juntas representam valor de mercado superior a U$33 bilhões”, aponta o CEO.

As mudanças já são realidade e, consequentemente, inevitáveis. Ou melhor – não precisam ser evitadas, mas compreendidas e adaptadas às mais diversas formas de lidar com finanças. As Fintechs têm dois pontos exclusivos, comenta Mário:
1. melhor aproveitamento e utilização dos dados; 2. melhorar a experiência do cliente sem atrito ou desgaste. Nos EUA, empresas como o Audtax estão revolucionando o mercado financeiro além de atuarem no centro dos debates econômicos auxiliando outras empresas a lidar com o desenvolvimento financeiro. Este último aspecto, inclusive, é alvo de numerosos estudos internacionais.

“Basicamente, os crediários, cartões de crédito e juros bancários para pessoa física travam a demanda, pois tipicamente o comprador paga o dobro do valor do produto, endivida-se muito comprando pouco, o que esteriliza o impacto de dinamização da economia pela demanda”, explica Mário. Os juros elevados para pessoa jurídica travam, por sua vez, o investimento, isto que o empresário efetivamente produtivo já enfrenta a fragilidade da demanda. Como solução, o empresário responsável pela Audtax fala de uma reforma financeira – e não do ajuste fiscal atualmente proposto – capaz de romper com formas engessadas de atuar seja no modelo de venda em cartões de crédito ou débito, por exemplo.

Mário explica que na Audtax há exemplos de empresas que contam com o auxílio de auditorias para se manterem atualizadas quanto à gestão de suas finanças. Entre elas está a WePay que, de acordo com o CEO, “começou como uma empresa pequena para resolver o problema de transferir pequenas quantidades de dinheiro e hoje é uma das maiores empresas de pagamentos do mundo”. Ele também vê como princípio de sobrevivência, num mercado tão competitivo, o cuidado com as atividades fins além da máxima canalização de esforços na busca por alcançar os objetivos estabelecidos.

Neste ponto, as auditorias especializadas exercem um papel de fundamental quando se trata da gestão de finanças digitais a partir de ferramentas tecnológicas de ponta. “A tecnologia torna-se importante aliada à medida que efetua desde verificações estruturais até complexas análises financeiras e fiscais, de forma rápida e eficaz, descartando erros e facilitando o processo de compilação e envio dos documentos”, enfatiza Mário. Vale pontuar que a utilização de softwares não só automatiza o processo como garante à empresa contribuinte que as obrigações geradas estejam de acordo com a legislação vigente. “Por isso, é preciso desmistificar a utilização da tecnologia por meio de uma conscientização cultural e procedimental das empresas. Certamente este é o caminho mais eficiente para que os contribuintes eliminem a possibilidade de problemas com a fiscalização”, finaliza.

A quem pretende agilizar os processos financeiros e fiscais de sua empresa em âmbito digital pode conhecer mais detalhes sobre a Audtax – inclusive, a respeito do seu mais novo serviço de franquia – acessando o site oficial da empresa

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s