A luta da propaganda contra o abuso sexual de crianças

Ao cumprir seu papel de promover debates, reflexões e advertências sobre o tema, a propaganda costuma chocar ou emocionar

Muita gente não sabe, mas ontem (18) foi o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, um dos crimes mais chocantes e repugnantes da humanidade.

Ao cumprir seu papel de promover debates, reflexões e advertências sobre o tema, a propaganda costuma chocar ou emocionar com campanhas que abordam o assunto. Confira abaixo alguns trabalhos de alto impacto e bastante sensibilidade:

Garota virtual

A pornografia infantil é um mal terrível e se depender da organização internacional Terre des Hommes esse tipo de ato tem data para acabar.

A ONG criou um método para flagrar e deter os pervertidos que buscam esse tipo de experiência na web.

O perfil fake Sweetie apresenta uma garota virtal filipina em salas de bate-papo e já ajudou a identificar mais de mil pedófilos espalhados pelo mundo.

Árvore contraditória

Nesta campanha assinada pela agência Carne, do Peru, uma espécie de árvore genealógica é formada por fotos de familiares.

Uma ligação “exterior” entre um parente e uma das crianças, aliada à frase “Nem tudo deve ficar em família”, revelam o assunto: abuso sexual.

A peça ainda trás o dado alarmante de que mais de 50% das crianças são vítimas de algum parente.

 

(Divulgação)

Feliz Natal?

Em meio ao clima de fim de ano, festividades e o chamado “espírito natalino” que promete despertar o melhor sentimento de cada um de nós, a Publicis Conseil, da França, criou um comercial tão perturbador quanto o tema que aborda: o abuso sexual infantil.

Desenvolvido para a Associação Internacional de Vítimas de Incesto, a campanha mostra que nem todas as crianças estiveram animadas para este Natal.

Direto ao assunto

Assinada pela Young & Rubicam mexicana, a campanha não deixa dúvida a respeito do viés do seu alerta: a pedofilia.

As peças falam por si e ainda contam com um dado alarmante sobre o problema. “No México, 1 em cada 7 crianças são vítimas de abuso sexual online”.

 

Campanha contra abuso sexual de crianças: (Divulgação)

Há algo errado

Outra peça que diz tudo, desta vez criada pela Serve de Milwaukee, EUA (Projeto Institucional). A assinatura é icônica: Se você enxerga as crianças assim, há algo errado com você.

 

Campanha contra abuso sexual de crianças: (Divulgação)

Sobre monstros e bonecas

Neste filme, um olhar atento capta um crescente desconforto com a tensão que vai se armando e que denota que ali se desenha um assédio sexual. É angustiante para quem vê. E é proposital.  

As cenas pertencem a dois filmes que compõem a campanha digital realizada pela GVT em parceria com a ONG SaferNet com estreia nesta sexta-feira (11). 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s