Cão vira companheiro de refugiado sírio em ação da Wunderman

A campanha criada pela Wunderman incentiva a tolerância e retrata como exemplo mundial o carinho que os cães podem dar a essas pessoas

O Brasil é um dos principais destinos de solicitantes de refúgio nas Américas, recebendo principalmente sírios, nigerianos, haitianos e angolanos.

Com o propósito de oferecer acolhimento aos adultos, idosos e crianças que anualmente se deslocam para viver em outro país, o INATAA – Instituto Nacional de Ações e Terapia Assistida por Animais, ONG que promove o bem-estar através da Interação Assistida por Animais em clínicas e hospitais, realizou uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo para um projeto piloto no país, o programa Melhor Amigo do Refugiado.

Para promover a iniciativa, a campanha criada pela Wunderman incentiva a tolerância e retrata como exemplo mundial o carinho que os cães podem dar a essas pessoas, independentemente de suas origens, reconectando emocionalmente indivíduos que passaram pelos traumas do deslocamento e perda de vínculos familiares e sociais.

Para Paulo Sanna, VP de Criação da Wunderman, a campanha adota uma linguagem cinematográfica e propõe uma reflexão sobre um mundo melhor usando o exemplo do cão.

No momento em que vemos globalmente um dos maiores dramas sociais da nossa era, o INATAA encontrou uma forma de levantar a bandeira da tolerância e ao mesmo tempo promover sua causa, complementa Sanna.

Com direção de cena de Lua Voigt, da produtora Landia, o filme para TV e internet destaca o drama dos refugiados que abandonam regiões de guerra na sua jornada pela sobrevivência e integração.

Nele, são recriadas algumas cenas de conflitos e de deslocamento de pessoas, de apelo universal.

A produção foca no garoto Ibrahim, uma criança refugiada cuja figura remete à solidão e ao isolamento dos que têm de abandonar sua terra natal e se deparam com um novo mundo.

Ao se aproximar dele, o cachorro do INATAA mostra que, sem preconceito, a realidade do garoto pode se tornar bem menos árdua.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s