Como usar um tom irônico para tratar de um assunto sério

Agência resolveu apostar no bom humor para tratar do assunto em uma campanha para organização

É comum que as campanhas no estilo “se beber, não dirija” tenham uma carga emocional e muitas vezes chocante, como cenas de acidentes de carro.

Indo na contra mão dessa tendência, a Abbott Mead Vickers BBDO resolveu apostar no bom humor para tratar do assunto em uma campanha para a organização THINK, do Departamento de Transporte do Reino Unido.

No filme, um homem recusa o pedido da esposa de ir buscá-la em um dia de chuva por estar tomando vinho. A mulher fica furiosa e o marido acaba tendo que “dormir na casa do cachorro”.

Um flash que mostra os dois machucados, como se o rapaz estivesse imaginando o risco se optasse por dirigir alcoolizado, quebra por alguns segundos o tom descontraído da campanha e dá o choque momentâneo que o assunto merece.

Ao final do filme, a moral da história (também em tom divertido): “Na casa do cachorro, mas vivo”.

Confira:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s