Fale com alguém na Suécia sobre qualquer coisa neste número

Associação criou um número de telefone que pudesse ser atendido por cidadãos aleatórios do país

Enquanto alguns países como a Coreia do Norte se esforçam em fechar cada vez mais suas portas para o mundo, tomando medidas como o recente bloqueio das principais redes sociais, outros apostam na transparência como forma de atrair novos visitantes e promover o turismo local.

É o caso da ação criada pela Associação de Turismo da Suécia com a INGO Stockholm, agência do grupo WPP.

A ousada iniciativa de criar um número de telefone que pudesse ser atendido por cidadãos aleatórios do país dá a chance de pessoas de todo o mundo terem contato direto com os locais.

Nada melhor para quem quer conhecer um pouco mais do país além do que contam os guias de turismo que bater um papo sobre qualquer assunto, do clima à política, com quem vive a realidade do local.

“Em tempos difíceis, muitos países limitam a comunicação entre as pessoas, mas nós queremos fazer exatamente o contrário. Nós estamos fazendo da Suécia o primeiro pais no mundo a ter seu próprio número de telefone e dando aos suecos a oportunidade de atender a ligações, se expressarem e compartilharem suas visões, seja qual forem”, explicou ao Mashable o CEO da Associação, Magnus Ling.

Os suecos podem se cadastrar como embaixadores para participar do projeto. Desta forma, os interessados passam a fazer parte de um banco de dados que redireciona as ligações feitas para o +46 771 793 336 de forma aleatória. Os participantes não recebem nenhum tipo de treinamento ou instruções, o que torna a ação ainda mais interessante, já que eles podem falar o que quiserem sobre o tema levantado na conversa. A proposta, segundo a INGO Stockholm, é justamente essa: oferecer uma visão completamente “sem filtros” sobre como é viver na Suécia, ainda que isso possa ser arriscado do ponto de vista da imagem da marca que, no caso, se trata de um país inteiro.

O jornalista Tim Nudd, do Adweek, testou o recurso e acabou sendo atendido por Karl Ritter, que é chefe de departamento na agência Associated Press de Estocolmo. A feliz coincidência rendeu um bate-papo interessante entre os jornalistas, que pode ser conferido na matéria publicada no site (confira aqui).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s