Metade dos gastos com publicidade são direcionados à TV

O faturamento total do setor de mídia e entretenimento no país deve chegar a R$ 166 bilhões em 2020

Em uma apresentação sobre o recorte nacional do Global Entertainment & Media Outlook da PwC, estudo lançado hoje (08), o gerente da PwC Brasil e especialista em mídia e entretenimento Alexandre Eiseinstein falou sobre os gastos e consumo de publicidade tradicional e digital no Brasil.

Segundo ele, a previsão de crescimento anual é de 6,4% ao ano até 2020, superior à média global, devido principalmente a gastos mais expressivos com publicidade na TV, acesso à internet e vídeo.

Publicidade.

O estudo da PwC, que está em sua 17ª edição, analisa 13 segmentos do setor em 54 países, atingindo cerca de 80% da população mundial. As estimativas abrangem o período de 2014 até 2020.

Os países foram separados por áreas e níveis econômicos. Dessa forma, é possível tratar das particularidades de cada um.

Caracterizado como um mercado de alto consumo e crescimento, o Brasil “continua sendo a bola da vez”, segundo Alexandre.

Enquanto o crescimento global em publicidade é de 2,4 ao ano, o Brasil sobe 6,3%.

Número expressivo em meio à crise, mas ainda abaixo da média dos BRICS, grupo do qual o Brasil faz parte.

O futuro da internet será visto por uma tela mobile

O bom saldo nacional se mantém devido à internet. Tanto pelas iniciativas privadas quanto federais. Um bom exemplo dessa parceria é o programa Amazônia Conectada, que levará conexão para cidades do interior do Estado por meio de cabos de fibra ótica instalados nos leitos dos rios.

Os investimentos para a Copa do Mundo e as Olímpiadas também servem para levantar os índices. Além disso, as telecomunicações são ampliadas e melhoradas. Segundo estimativas, até 2020, 41% dos lares brasileiros terão internet em casa.

Quando abordamos a conexão móvel os números são ainda maiores: 81% da população estará conectada por meio de algum dispositivo mobile. Destes aparelhos, 77% serão smartphones.

O crescimento também serve ao acesso à internet via dispositivo móvel. A previsão é que até 2020 o consumo de dados seja 5 vezes maior do que em 2015. No entanto, para corroborar com esse aumento as empresas têm que deixar a desconfiança de lado e investirem.

TV segue forte, mas precisa se sintonizar com os jovens

O Brasil se encontra hoje em 9° no mercado global de TV e Vídeo e 6° em publicidade direcionada para a televisão, tanto a aberta quanto a paga.

No país, a publicidade na TV ainda permanece como o meio preferido dos anunciantes – 50% dos gastos totais com publicidade são direcionados a essa mídia.

O crescimento projetado do setor é de 8,6% ao ano até 2020, quando deverá atingir US$ 7 bilhões.

O mercado de TV e vídeo cresce 20% ao ano. Os gastos dos consumidores com o segmento, que inclui acesso a serviços de TV por assinatura, filmes, vídeos e outros conteúdos (incluindo a venda e aluguel de filmes), devem chegar a US$ 11 bilhões, com cerca de 6 milhões de novos assinantes de TV por assinatura comparado com 2015, atingindo uma penetração de 33% dos domicílios brasileiros.

Um dos fatores que alavancam as assinaturas é o pacote triple play tv que oferece em combos televisão, telefone e internet. Este modo de vendas atrairá 7 milhões de novos assinantes em 5 anos.

Esta convergência de ofertas e oportunidades de produtos atende melhor os anseios atuais.

A televisão quando nos obriga a esperar determinado horário para ver tal programa não se liga que até lá já perdeu seu telespectador.

Principalmente os mais jovens, que são o principal fator de crescimento e consumo no mundo todo. Por isso, é necessário um consumo Joy of bundles, onde o consumidor seja o designer de seu produto.

Mercado de games cresce porque joga com seu público

Para atrair a atenção desse cliente que busca instantaneidade é necessário uma produção de conteúdo que foque em nichos e mercados regionais. É ai que está um grande mercado. Muitos veículos que são ignorados pela publicidade massiva têm uma penetração surpreendente.

Um bom exemplo é o Rezendevil, um dos canais mais acessados no Youtube que trata majoritariamente de Minecraft. São mais de 7 milhões de inscritos que acompanham vídeos diários sobre o jogo. Os inscritos e os números do canal são sintomáticos.

O mercado de games cresce 10,5% ao ano por aqui e quase 70% de sua renda provêm de micro transações, provenientes, principalmente de jogos como o popular Candy Crush ou o próprio Minecraft. Projeções revelam que só em 2020 serão baixados 5 milhões de aplicativos.

Publicidade tracional converge para o digital

A publicidade mobile veio para ficar. Tanto as propagandas em veículos móveis quanto as outras mídias digitais têm tido um aumento exponencial.

A taxa de investimentos em internet já passou os veículos tradicionais e ultrapassará cada vez mais, em telas cada vez menores e conversando com um público cada vez mais segmentado.

Segundo ZenithOptimedia, a propaganda online deve crescer em um ritmo três vezes maior que restante da indústria.

É esperado que as empresas ao redor do mundo invistam mais em propaganda na internet do que na televisão pela primeira vez em 2017, guiada pela demanda de anúncios em mídias sociais, vídeo online e buscas pagas.

“O resultado desse novo comportamento digital do consumidor requer modelos disruptivos de negócio para o setor de publicidade, que acaba direcionando investimentos dos anunciantes para a publicidade on-line”, finaliza Alexandre.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s