Que tal pagar royalties aos tigres pelas roupas de estampa?

ONG quer que as marcas que usam a estampa de tigre paguem um direito de imagem aos próprios animais, que lutam contra a extinção

São Paulo – Se você está usando alguma roupa ou acessório que imita a pele do tigre, que tal pagar royalties a ele?

A ideia parece maluca? Não para a Panthera, organização que luta pela conservação da vida selvagem.

Segundo a ONG, restam apenas 3200 tigres na natureza. Eles já não podem ser encontrados em 97% do espaço que antes dominavam.

Se é tão comum as marcas criarem roupas, sapatos, mochilas e outros produtos imitando sua pele, usando e abusando da “inspiração”, nada mais justo que pagar direitos de imagem aos animais.

E esse dinheiro seria usado para a própria proteção deles, evitando uma extinção.

O “Tiger Royalty” enviaria parte dos lucros para o programa Tiger Forever, que quer aumentar em 50% a população de tigres na próxima década.

A campanha da Panthera tenta chamar empresas e marcas para o negócio. É possível ver mais no site. As marcas podem se cadastrar e se tornar parceiras do programa.

Será que a ideia poderá ser usada para outros animais no futuro? Afinal, não faltam roupas com estampa de zebra, onça, cobra, dálmata…

Confira o vídeo da campanha:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s