Tweets viram pulseiras personalizadas por detentas na Itália

Ação apresenta a internet às detentas através de uma interação via Twitter

Há quase 10 anos, a marca de moda italiana Made in Carcere trabalha na reintegração de mulheres encarceradas ensinando-as a costurar.

Agora, em sua nova campanha, a empresa foi além e resolveu unir reabilitação, reciclagem e redes sociais em um único projeto: o Tweet From A Prison.

Assinada pela agência com sede em Dubai, Tonic International, a ação apresenta a internet às detentas através de uma interação via Twitter. Por meio do e-commerce do Made in Carcere, foram postos à venda pulseiras personalizadas que replicam tweets criados pelas costureiras através de máquinas de costura especiais.

O usuário, por sua vez, além de comprar a pulseira, pode também responder o tweet através da hashtag #TweetFromAPrison. As respostas serão exibidas às criadoras das mensagens e das pulseiras na prisão.

O objetivo é proporcionar formação profissional e emprego para o momento em que elas forem soltas. Além disso, introduzi-las a este universo digital, tão forte e presente em nosso dia a dia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s