10 novidades sobre o mercado que você precisa saber

Com cenário externo e sinalização de novo presidente do Banco Central, investidores esperam um real ainda mais forte sobre o dólar daqui para a frente

São Paulo – Confira as principais novidades do mercado desta quinta-feira (09):

Mercado passa a especular sobre real forte com Ilan e cena externa

Depois que o novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, anunciou que vai manter o câmbio flutuante e abolir a política de intervenções, investidores passam a trabalhar com a ideia de que o real deve se fortalecer.

Segundo o Valor Econômico, o cenário internacional também contribuiu para uma queda do dólar em relação à moeda brasileira, e alimenta a aposta de que a desvalorização pode ser maior.

Copom mantém juros em 14,25% pela sétima vez consecutiva

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu hoje deixar a Selic inalterada em 14,25%.

Os juros estão parados desde o final de julho de 2015. É a sétima vez seguida que o Copom mantém eles nesse patamar, o maior desde agosto de 2006.

O comunicado diz que “o Comitê reconhece os avanços na política de combate à inflação, em especial a contenção dos efeitos de segunda ordem dos ajustes de preços relativos.

Petrobras pode levantar até US$ 6,3 bi com usinas e GNL

A venda de termelétricas e terminais de gás natural pode render até US$ 6,3 bilhões aos cofres da Petrobras, segundo a maior estimativa de analistas ouvidos pelo Valor Econômico.

A empresa anunciou que começou a vender as térmicas movidas a gás junto com os terminais de gás natural no Rio de Janeiro e no Ceará.

Empréstimo bilionário para Odebrecht é adiado, dizem fontes

Uma unidade da Odebrecht, empreiteira cujo ex-presidente foi preso em junho de 2015 como parte das investigações da Lava Jato e ainda está na prisão, não recebeu um empréstimo sindicalizado de US$ 4,1 bilhões esperado para financiar um projeto estratégico na América Latina, disseram duas pessoas com conhecimento direto do assunto.

Os comitês de crédito de um grupo de 20 bancos que está oferecendo o empréstimo sindicalizado se recusaram, até o momento, a assinar o acordo, que originalmente tinha previsão de aprovação para o ano passado, para financiar um projeto de gasoduto no Peru, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as discussões são privadas.

Correios vão ficar sem dinheiro no segundo semestre

Os Correios vão precisar recorrer a um empréstimo este ano até para pagar salários dos funcionários, de acordo com O Estado de S. Paulo. O caixa deve acabar no segundo semestre.

Calcula-se que a empresa tenha registrado prejuízo de R$ 2,1 bilhões no ano passado (o resultado ainda não foi publicado) e tenha perdido mais R$ 700 milhões neste ano até maio.

China aprovará compra da SABMiller por AB InBev, dizem fontes

A compra da SABMiller pela Anheuser-Busch InBev, transação de mais de US$ 100 bilhões, está prestes a obter a aprovação do Ministério do Comércio da China depois que as empresas concordaram em vender alguns ativos, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

Isso deixaria a maior transação da história do setor de cervejarias mais perto de se concretizar.

Embora o governo talvez estabeleça algumas condições para a transação, as autoridades reguladoras não veem grandes obstáculos, disse uma das pessoas, que pediu anonimato porque as deliberações são confidenciais.

Delator diz que pagou caixa 2 em campanha de Dilma, diz site

O representante do estaleiro Keppel Fels, Zwi Skornicki, afirmou em delação premiada na Operação Lava Jato que pagou US$ 4,5 milhões para a campanha de reeleição da presidente afastada Dilma Rousseff, de acordo com o jornal O Globo.

Segundo a reportagem, o engenheiro disse que foi procurado por João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, para ajudar a financiar a campanha em 2014. O pagamento foi feito para João Santana, marqueteiro da campanha, e não foi declarado à Justiça Eleitoral, diz o jornal.

PMDB combinou versões para depoimentos da Lava Jato, diz Janot

Os políticos do PMDB combinaram as versões de defesa e estratégias para escapar de investigações na operação Lava Jato, segundo o pedido de prisão de integrantes da cúpula do partido, apresentado por Rodrigo Janot e ao qual a Folha de S.Paulo teve acesso.

Segundo a Folha, a intenção era amarrar as defesas de Renan Calheiros, Romero Jucá e José Sarney, além de impedir que o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado colaborasse com as investigações.

Senado prepara acordo para livrar Jucá e Renan de prisão

Ao contrário do que aconteceu na prisão de Delcídio do Amaral, senadores da base aliada e da oposição pretendem se articular para barrar uma eventual prisão de Renan Calheiros e Romero Jucá, do PMDB.

A prisão foi pedida pela Procuradoria Geral da República, mas, se for aprovada pelo STF, o Senado tem prerrogativa de decidir se vai manter a prisão ou não.

Bebês e bilionários são chave para emergentes, diz analista

Ter mais bebês. Controlar os empréstimos. Criar pessoas que se tornem bilionárias por esforço próprio. Manter a moeda barata.

Esses são os conselhos de Ruchir Sharma, diretor de mercados emergentes do Morgan Stanley Investment Management, para os países que querem triunfar – ou, pelo menos, evitar uma queda.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s