10 novidades sobre o mercado que você precisa saber

Governo interino prepara pacote econômico que pode liberar até R$ 17 bilhões em patrimônio para as operadoras de telecomunicações no Brasil

São Paulo – Confira as principais novidades do mercado desta terça-feira (05):

Pacote do governo vai liberar R$ 17 bilhões para as teles

Um pacote econômico que está sendo planejado pelo governo interino de Michel Temer pode liberar até R$ 17 bilhões em patrimônio das operadoras de telecomunicação, por meio de mudanças regulatórias no setor.

O TCU, no entanto, calcula que o patrimônio atingido por esta nova medida pode chegar a R$ 105 bilhões. Segundo o governo, o dinheiro poderia ser canalizado para novos investimentos das empresas.

Meta fiscal de 2017 não descarta aumento de impostos

O presidente em exercício Michel Temer pretende definir o valor da nova meta de resultado das contas públicas para o ano de 2017 e, para isso, vai administrar uma divisão em sua equipe.

A ala econômica defende um déficit de R$ 150 bilhões, resultado melhor do que os R$ 170,5 bilhões fixados para este ano. Para tanto, não descarta aumentar impostos. Desde o ano passado, a área técnica trabalha em medidas nessa direção, para serem adotadas em caso de necessidade.

Senado deve limitar ICMS para aliviar custo de áreas

O Senado deve fixar em 12% o teto de ICMS sobre o querosene de aviação, no que conta com o apoio do governo, interessado em não aumentar a pressão sobre as empresas aéreas.

Segundo o Valor Econômico, o governo avalia que apenas aumentar a participação de estrangeiros no capital das empresas não vai evitar a “quebradeira” no setor, e que é preciso adotar outras medidas de apoio.

Cade revisa aprovação de venda da Leader

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deve revisar o parecer que aprovou a venda da Leader para Fábio Carvalho, dono da Casa & Vídeo, por um valor simbólico em abril.

Em despacho, a conselheira Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt afirmou que é prudente que o Cade esgote suas análises para “ter certeza quanto à não consumação antecipada da operação”.

Eletrobras deve pagar R$ 433 milhões à Petrobras

A Eletrobras informou que a estatal e a sua subsidiária Amazonas Energia devem efetuar o pagamento de aproximadamente R$ 433 milhões das dívidas que a companhia tem com a Petrobras.

No último sábado, o jornal “O Estado de S. Paulo” revelou que a Petrobras decidiu cortar o fornecimento de gás para a Amazonas Energia, responsável pelo abastecimento de todo o Estado.

Além disso, a Eletrobras ressalta que está adotando as providências para resolver a questão com a Petrobras.

Após renegociar dívida, ação da Vanguarda salta 20%

As ações da Vanguarda Agro subiram 20,15%, para R$ 14,85 no pregão de ontem, depois que a empresa anunciou, na última sexta, a renegociação de 60% de sua dívida com os bancos Bradesco e Itaú BBA.

O acordo ainda está condicionado ao êxito na negociação de outras dívidas da companhia, que somam R$ 850 milhões.

Holding faz aporte de R$ 6 bilhões na Odebrecht Agro

Após meio ano de tentativas de renegociar a dívida, a situação da Odebrecht Agro, braço sucroalcoleiro da Odebrecht, parece ter se resolvido. 

A holding fez um acordo para aportar R$ 6 bilhões, dos quais R$ 2,5 bilhões serão usados para abatimento imediato da dívida, segundo o Valor Econômico.

O débito total da empresa é de R$ 11 bilhões; a quantia que falta será paga em 13 anos.

Marten Pieters renuncia como membro do Conselho da Oi

A operadora de telecomunicações Oi informou que Marten Pieters renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração da companhia.

Com isso, Pedro Zañartu Leitão, que era suplente, passa a ser conselheiro titular.

Volks nega ter manipulado testes no Brasil

A Volkswagen afirmou ontem que o dispositivo usado para fraudar os testes de eficiência ambiental em seus veículos nos Estados Unidos não está ativo nos carros brasileiros, de acordo com o Valor Econômico.

A montadora afirmou ter realizado uma nova bateria de testes, que confirmaram os resultados das primeiras investigações.

Com R$ 82,7 milhões, Cielo aumenta fatia na M4U para 91,4%

A empresa de meios de pagamentos Cielo anunciou que vai aumentar a fatia na Multidisplay de 50,01 para 91,44 por cento, com investimento de 82,7 milhões de reais.

A MultiDisplay controla a M4U, que desenvolve plataformas de mobilidade, com serviços como de recarga de celulares pré-pagos e de pagamentos móveis.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s