10 novidades sobre o mercado que você precisa saber

Maduro elevou os preços da gasolina em 6000% na Venezuela, é o primeiro aumento em 20 anos

São Paulo – Confira as principais novidades do mercado nesta quinta-feira (18)

Venezuela reajusta gasolina pela 1º vez em 20 anos

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta quarta-feira a desvalorização do bolívar, moeda local, em 37%, elevou os preços da gasolina de 0,06 para 1 bolívar (6000%) e aumentou o salário mínimo, como parte de uma estratégia de contenção da crise econômica no país.  É a primeira vez em duas décadas que o preço da gasolina é reajustado na Venezuela.

STF suspende convênio do Confaz sobre ICMS do comércio eletrônico

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o convênio do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que regulamentou a regra que exigia que micro e pequenos empresários pagassem ICMS nas vendas por comércio eletrônico fora dos Estados de origem.

Petrobras contratou R$ 167 bi sem licitação, diz TCU

Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que a Petrobras contratou 167 bilhões de reais em serviços e bens sem realizar licitação, entre os anos de 2011 e 2014. Esse volume de recursos equivale a 45% de tudo o que foi contratado pela estatal nesses quatro anos. O TCU critica há anos a modalidade de contratação da Petrobras, que desde 1998 não é obrigada a seguir a Lei de Licitações.

Sindicatos se opõem à reforma da Previdência

Líderes de centrais sindicais se posicionaram contra as propostas de reforma da Previdência Social, sendo favoráveis à discussão de medidas para a retomada do crescimento econômico e do aumento de empregos no país. De acordo com a Folha de S. Paulo, apesar da oposição, os sindicalistas aceitaram participar das reuniões do fórum para avaliar as propostas de reforma previdenciária. Nesta quarta, o governo apresentou sete temas para serem discutidos em dois meses.

Lucro da Natura cai 35,4% em 2015, para R$ 513,5 milhões

O lucro líquido da fabricante de cosméticos Natura caiu 30% em 2015, fechando o ano em R$ 513,5 milhões. A receita total subiu para R$ 7,9 bilhões, aumento de 6,6% em relação a 2014. O resultado foi afetado pela retração do mercado de cosméticos no Brasil.

Com reestruturação, Enéas Pestana assume JBS América do Sul

A JBS anunciou nesta terça-feira uma mudança em sua estrutura de gestão regional. A empresa agora terá uma plataforma para a América do Sul, que será presidida por Enéas Pestana. Wesley Batista continua sendo o presidente global da companhia, assim como as unidades América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico continuarão com os atuais gestores.

Laboratórios nacionais ampliam liderança no varejo

A indústria farmacêutica nacional foi responsável por 56% da receita de vendas das drogarias brasileiras em 2015, segundo informações do jornal Valor Econômico. Em 2011, 54% dos remédios vendidos nas farmácias eram produzidos em laboratórios brasileiros. No ano passado, a categoria respondeu a 64% dos medicamentos.

Eletropaulo nega venda de ativos

A Folha de S. Paulo publicou uma reportagem afirmando que os ativos da empresa estavam à venda, o que tinha feito as ações da companhia terem oscilações atípicas na véspera. A AES Eletropaulo desmentiu as informações: “A mudança organizacional anunciada nesta manhã por meio de fato relevante, reflete a estratégia de longo prazo da The AES Corporation no Brasil, que é de crescer em geração, aprimorar a qualidade do serviço e recuperar o valor das suas distribuidoras”, afirma a empresa.

Justiça decreta novamente liquidação da Unimed Paulistana

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) voltou a decretar a liquidação extrajudicial da operadora Unimed Paulistana.  A medida vai tirar a empresa do mercado de planos de saúde. Em 1º de fevereiro, a ANS já havia anunciado a liquidação, mas ela foi suspensa por uma liminar da Unimed no mesmo dia.

Lucro da Ultrapar no 4º trimestre sobe 34%

A Ultrapar reportou lucro líquido de 496,8 milhões de reais no quarto trimestre do ano passado, alta de 34% ante o mesmo período de 2014. O lucro da companhia, que controla as empresas Ipiranga, Ultragaz, Extrafarma, Oxiteno e Ultracargo, atingiu R$ 1,513 bilhão no acumulado do ano passado, expansão de 21% sobre 2014.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s