Bolsas asiáticas fecham em alta com acordo do Pacífico

Na China, as bolsas permaneceram fechadas, devido a um feriado nacional que teve início na última quinta-feira e vai se estender até amanhã

São Paulo – As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta terça-feira, após o forte desempenho das ações em Nova York ontem e também em reação a um acordo comercial histórico fechado entre 12 países ao redor do Pacífico.

Em Taiwan, o índice Taiex subiu 0,5%, a 8.394,10 pontos, impulsionado pela Largan – fornecedora da Apple -, cujas ações saltaram 8,5% com o aumento da receita proporcionado pelo sucesso dos novos iPhones.

No mercado sul-coreano, o Kospi avançou 0,63% em Seul, a 1.990,65 pontos. Em Manila, o índice filipino PSEi teve ganho mais robusto, de 1,3%, em mais um dia de forte volume de negócios.

Na China continental, as bolsas de Xangai e Shenzhen permaneceram fechadas, devido a um feriado nacional que teve início na última quinta-feira e vai se estender até amanhã.

O apetite por risco na Ásia foi parcialmente influenciado pelo avanço das bolsas em Wall Street no último pregão, quando os ganhos variaram de 1,56% a 1,85%, em meio à avaliação de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) deve demorar mais para começar a elevar os juros básicos diante de sinais recentes de fraqueza no mercado de trabalho norte-americano.

Já o pacto comercial fechado ontem entre os EUA, Japão e outros dez países na região do Pacífico, que vinha sendo negociado desde 2008, contribuiu para o clima positivo nos mercados asiáticos.

Em Hong Kong, porém, o Hang Seng contrariou a tendência da região e encerrou o dia com ligeira baixa de 0,10%, a 21.831,62 pontos. Por outro lado, o Hang Seng China Enterprises, que acompanha companhias chinesas listadas no território, garantiu alta de 0,48%.

Na Oceania, a bolsa australiana subiu pelo segundo pregão consecutivo, favorecida mais uma vez por mineradoras e petroleiras.

O S&P/ASX 200, que reúne as empresas mais negociadas em Sydney, teve valorização de 0,30%, a 5.167,40 pontos, alcançando o maior patamar desde 18 de setembro.

No entanto, o índice australiano, que havia chegado a avançar 1,3% durante a sessão, perdeu fôlego após o RBA, como é conhecido o banco central do país, decidir manter sua principal taxa de juros inalterada na mínima histórica de 2,0% pelo quinto mês consecutivo. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s