Bovespa enfraquece, mas Vale e Petrobras limitam perda

No cenário doméstico, as atenções estão voltadas para votação na Câmara dos Depurados que pode levar à cassação do mandato do deputado suspenso Eduardo Cunha

São Paulo – A Bovespa ainda mostrava fraqueza nesta segunda-feira, mas ensaiava melhora apoiada na recuperação das ações da Petrobras e da Vale, enquanto investidores aguardam novos sinais sobre a próxima elevação dos juros nos Estados Unidos neste mês.

No cenário doméstico, as atenções estão voltadas para votação na Câmara dos Deputados que pode levar à cassação do mandato do deputado suspenso Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A sessão está marcada para às 19h.

Às 10:52, o Ibovespa caía 0,25 por cento, a 57.854,17 pontos. O volume financeiro era de 987,7 milhões de reais. Na sexta-feira, o Ibovespa fechou com a maior queda em sete meses.

Após comentários de um membro do Federal Reserve reavivarem no último pregão apostas de alta dos juros norte-americanos já na próxima semana, agentes financeiros adotavam cautela nesta sessão antes de discurso da diretora Lael Brainard.

Em Wall Street, o S&P 500 recuava 0,09 por cento, na mesma direção que praças acionárias na Europa, assim como os preços de commodities.

De acordo com a equipe da corretora Lerosa, a chance de novo integrante do Fed reforçar a possibilidade de alta de juros gera realocação nos portfólios mundiais e, assim, corrobora realização de lucros nos mercados emergentes, caso do Brasil.

Destaques 

– PETROBRAS ON subia 1 por cento e PETROBRAS PN tinha oscilação positiva de 0,07 por cento. Os preços do petróleo recuavam no exterior, mas a estatal reportou que a sua produção de petróleo bateu recorde em agosto.

– VALE PNA subia 1,2 por cento e VALE ON avançava 2 por cento, apesar do declínio de preços de commodities e de mineradoras em outras praças acionárias no exterior. O preço do minério de ferro à vista na China <.IO62-CNI=SI> fechou com leve alta e o JPMorgan elevou a recomendação dos ADRs da empresa para “overweight”, com o preço-alvo passando de 5 para 7 dólares.

– CEMIG PN perdia 1,7 por cento, novamente entre os destaques negativos do Ibovespa após informar na semana passada que o BTG Pactual vai exercer uma opção de venda das ações da Parati, sociedade por meio de da qual as empresas detém fatia na distribuidora energia Light

– BRADESCO PN caía 1 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN perdia 0,7 por cento, pesando no Ibovespa dada a relevante fatia que detêm no índice, em dia de perdas do setor bancário dada a aversão a risco global. BANCO DO BRASIL capitaneava as perdas, com recuo de 1,5 por cento.

– FIBRIA avançava 2,2 por cento e SUZANO ganhava 1,8 por cento, encontrando algum suporte na valorização do dólar ante o real.

– HYPERMARCAS subia 0,5 por cento e RAIA DROGRASIL tinha estabilidade. O Santander Brasil reiterou recomendação de compra para os papéis em relatório sobre o setor de varejo, no qual cortou LOJAS AMERICANAS e LOJAS RENNER para “manter”.

Texto atualizado às 11h01

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s