Dólar R$
Euro R$
SELIC 10,25% ao ano
Ibovespa pts
Pontos
Variação
Última atualização FONTE

Bovespa recua com exterior e Petrobras ON cai quase 3%

Wall Street também operava no vermelho, com o petróleo enfraquecendo ações de energia e expectativas menores sobre uma alta de juros nos EUA

São Paulo – O principal índice da Bovespa recuava na manhã desta terça-feira, afetado pelo cenário externo desfavorável, com as ações da Petrobras entre as maiores pressões negativas dada a queda dos preços do petróleo .

Às 11:07, o Ibovespa caía 1,84 por cento, a 57.509,28 pontos. O volume financeiro era de 1,3 bilhão de reais.

Wall Street também operava no vermelho, com o petróleo enfraquecendo ações de energia e expectativas menores sobre uma alta de juros nos Estados Unidos no curto prazo minando papéis do setor financeiro. O S&P 500 perdia 1 por cento.

Destaques

– PETROBRAS PN caía 1,7 por cento e PETROBRAS ON perdia 2,8 por cento, na esteira do recuo dos preços do petróleo, após uma série de previsões pessimistas sobre o crescimento da demanda.

– VALE PNA recuava 3,4 por cento e VALE ON declinava 3,5 por cento, acompanhando a fraqueza dos preços de commodities, apesar dos dados melhores sobre a economia chinesa.

– BRADESCO PN perdia 2,5 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN caía 1,6 por cento, alinhados ao movimento negativo do setor financeiro também em Nova York.

– JBS tinha declínio de 0,9 por cento, afastando-se das mínimas verificadas nos primeiros negócios, após anunciar troca do comando depois que a justiça impediu Wesley Batista de exercer cargos executivos.

– ECORODOVIAS caía 4 por cento e CCR perdia 3,6 por cento, entre as maiores quedas do Ibovespa, antes de anúncio sobre projetos de concessões previsto para esta terça-feira.

– SUZANO PAPEL E CELULOSE PNA subia 1,14 por cento, entre as poucas altas do Ibovespa nesta sessão, encontrando suporte na alta do dólar ante o real, apesar de novo recuo semanal nos preços de celulose na China.

– CSN recuava 4,3 por cento, entre as maiores baixas do índia, após decisão dos Estados Unidos de impor tarifas contra importação de aços laminados do Brasil. A rival Usiminas tinha queda de 3 por cento, também afetada pela decisão norte-americana.

Texto atualizado às 11h25

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s