Dólar opera quase estável, de olho na política local e Fed

Às 10:28, o dólar avançava 0,13 por cento, a 3,4878 reais na venda, após recuar quase 1 por cento na sessão passada

São Paulo – O dólar reduziu a alta e passou a operar praticamente estável em relação ao real nesta segunda-feira, com investidores adotando cautela em meio às incertezas sobre o quadro político brasileiro.

Às 10:28, o dólar avançava 0,13 por cento, a 3,4878 reais na venda, após recuar quase 1 por cento na sessão passada.

Pela manhã, a moeda dos EUA chegou a avançar a 3,5063 reais na máxima do dia, com alta de 0,67 por cento, acompanhando o movimento em outros mercados emergentes em meio a expectativas de alta de juros nos Estados Unidos.

“O dólar abriu acompanhando o exterior, mas voltou para onde deveria. Na ausência de notícias, é normal o mercado ficar mais cauteloso”, disse o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Agentes financeiros evitavam fazer grandes apostas em meio à apreensão sobre a crise política no Brasil, que deu uma leve trégua na semana passada após a aproximação do governo com o Senado. Mas ainda temiam que golpes à credibilidade do país afastem capitais do mercado brasileiro, perspectiva que vem pressionando os ativos financeiros domésticos nas últimas semanas.

No domingo, milhares de pessoas foram às ruas protestar contra a presidente Dilma Rousseff, mas o contingente de manifestantes foi menor do que em protestos anteriores.

“O protesto veio em linha com o que estava na conta. Não houve surpresas”, disse o operador de uma gestora de recursos internacional, sob condição de anonimato.

No campo externo, operadores vêm afirmando que parece cada vez mais claro que o Federal Reserve, banco central norte-americano, começará a elevar os juros em breve, com boa parte apostando já no mês que vem.

Juros mais altos nos EUA podem atrair para a maior economia do mundo recursos atualmente aplicados em países como o Brasil.

Nesse contexto, o dólar avançava em relação a moedas como os pesos chileno e mexicano.

“O ambiente está muito complicado, aqui e lá fora”, disse o gerente de câmbio da corretora Treviso, Reginaldo Galhardo.

Mais tarde, o Banco Central dará continuidade à rolagem dos swaps cambiais que vencem em setembro, com oferta de até 11 mil contratos, equivalentes à venda futura de dólares.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s