Dólar sobe 2% e volta acima de R$3,50 com iuan desvalorizado

A China desvalorizou sua moeda em quase 2 por cento, em uma medida que classificou como reforma para liberalizar os mercados

São Paulo – O dólar avançava cerca de 2 por cento e voltava acima de 3,50 reais reais nesta terça-feira, após a China surpreender e promover forte desvalorização do iuan, golpeando boa parte das moedas emergentes nos mercados globais.

Às 12j10, o dólar avançava 1,84 por cento, a 3,5061 reais na venda, após recuar quase 2 por cento na sessão passada e fechar abaixo de 3,50 reais. Na máxima desta sessão, a divisa chegou a 3,5100 reais, alta de 1,95 por cento.

“A inesperada desvalorização na China está provocando ampla aversão ao risco nos mercados, com os agentes considerando as implicações para a demanda global por commodities, a inflação e o balanço de riscos ao crescimento”, escreveram analistas do Scotiabank em nota a clientes.

A China desvalorizou sua moeda em quase 2 por cento, em uma medida que classificou como reforma para liberalizar os mercados.

Números fracos sobre a segunda maior economia do mundo e o tombo da bolsa do país têm gerado preocupação com o crescimento chinês e o iuan mais fraco pode servir de estímulo à atividade, incentivando exportações.

Moedas ligadas a commodities, como o dólar australiano e o peso chileno, estavam entre as que mais sofriam nesta sessão.

“A questão da China predomina, o efeito é muito forte”, disse o operador de câmbio da corretora Intercam Glauber Romano.

O movimento era forte o suficiente para ofuscar o alívio em relação à grave crise política no Brasil, que vem impulsionando a moeda norte-americana nas últimas semanas.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou na véspera que a discussão sobre eventual processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff não é prioridade do Congresso Nacional e que priorizar este assunto é o mesmo que colocar fogo no país.

Segundo operadores, o apoio de Renan ao governo pode atenuar os atritos entre o Executivo e o Legislativo.

O Banco Central deu continuidade à rolagem dos swaps cambiais, vendendo a oferta total de até 11 mil contratos, que equivalem a venda futura de dólares. Ao todo, já rolou 2,767 bilhões de dólares, ou cerca de 28 por cento do total que vence no mês que vem.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s