Dólar tem leve queda, com cena política e BC no radar

Às 9h07, o dólar recuava 0,34%, a 3,5583 reais na venda, após subir 1,07% na sexta-feira

São Paulo – O dólar caía ante o real nesta segunda-feira, com investidores aguardando os nomes da equipe econômica do provável governo de Michel Temer e após o Banco Central não anunciar para esta sessão qualquer atuação no mercado de câmbio, pelo menos por enquanto.

Às 10h42, o dólar recuava 0,54%, a 3,5511 reais na venda, após subir 1,07% na sexta-feira.

“Os nomes especulados são bem recebidos… O mercado aposta que virão para a equipe econômica nomes bem conceituados que trarão credibilidade para o governo”, disse o economista da Tendências Consultoria Silvio Campos Neto.

Notícias publicadas no fim de semana reforçaram a possibilidade de o ex-presidente do BC Henrique Meirelles assumir o Ministério da Fazenda quando Temer assumir a Presidência, caso o Senado confirme o afastamento da presidente Dilma Rousseff. Meirelles esteve com o vice-presidente no sábado, em Brasília.

Também circularam os nomes de Murilo Portugal, presidente da Febraban, para o Ministério da Fazenda de Temer, e do ex-diretor do BC Luiz Fernando Figueiredo para assumir a autoridade monetária.

O Senado define nesta segunda-feira a comissão especial que avaliará o processo de impeachment de Dilma.

Depois de a Câmara dos Deputados ter aprovado o processo de afastamento da presidente, o Senado terá de corroborar a decisão, o que já afastaria Dilma por até seis meses, até o julgamento final do processo na Casa.

A ausência do BC no mercado também ajudava a queda do dólar nesta sessão. A autoridade monetária vinha atuando fortemente com a realização de swaps cambiais reversos –equivalentes a venda futura de dólar–, mas reduziu a intensidade recentemente.

Uma fonte da equipe econômica disse à Reuters na semana passada que o BC atuaria com “mão mais leve” no câmbio.

“O mercado está no aguardo do anúncio de um possível leilão hoje, mas isso só deve acontecer se o dólar cair para a casa dos 3,53 reais ou abaixo disso”, disse o operador de câmbio da corretora Correparti Jefferson Luiz Rugik.

No exterior, o clima de cautela prevalecia à espera da reunião do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, na quarta-feira.

De maneira geral, a expectativa é que o Fed mantenha os juros, mas sinalize a possibilidade de aumento em breve.

Juros mais altos nos EUA podem levar investidores a transferirem para a maior economia do mundo recursos alocados em outros países, como o Brasil.

 Matéria atualizada às 11h

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s