Ibovespa avança após mudança da meta fiscal

Às 10h05, o Ibovespa subia 0,47%, a 49.575 pontos

São Paulo – O principal índice da Bovespa avançava nesta quarta-feira, véspera de feriado, após o Congresso Nacional aprovar nova meta fiscal para este ano e tendo como suporte o cenário externo favorável, com alta de commodities e bolsas globais.

Às 10h29, o Ibovespa subia 0,84%, a 49.758 pontos.

O volume financeiro somava 277 milhões de reais.

Na madrugada desta quarta-feira, o Congresso garantiu ao governo espaço para manter gastos orçamentários e fechar o ano com um déficit de 170,5 bilhões de reais.

Agentes financeiros avaliam que o Congresso deu a primeira demonstração de apoio ao governo de Michel Temer ao aprovar a alteraçao da meta fiscal de 2016 e que o governo interino continua avançando.

Mas esses profissionais também ponderam que ainda existem muitas dúvidas em relação à capacidade de aprovar medidas mais duras e polêmicas que podem vir adiante.

“Conseguiu passar no primeiro teste”, disse o chefe da mesa de renda variável da corretora de um banco estrangeiro em São Paulo. “Mas como não são medidas transformacionais, ele ainda precisa mostrar algo que leve o país na direção certa”.

No exterior, o petróleo avançava apoiado em expectativas de menor excedente da commodity, enquanto Wall Street tinha nova sessão de ganhos, com o S&P em alta de 0,29%.

Destaques

ITAÚ UNIBANCO avançava 0,9%, endossando o viés positivo no pregão, com BRADESCO valorizando-se 1,35% e BANCO DO BRASIL em alta de 3%.

PETROBRAS tinha as preferenciais em alta de 2,34%, ajudada pelo cenário político e valorização dos preços do petróleo no exterior.

VALE mostrava as preferenciais subindo 0,88%, na esteira do maior apetite a risco, apesar da fraqueza do minério de ferro <.IO62-CNI=SI>. A mineradora informou na véspera que a bolsa de Hong Kong aprovou a proposta da companhia de encerrar a listagem de seus recibos de ações.

TELEFÔNICA BRASIL subia 0,45%, apesar de o Credit Suisse ter cortado a recomendação da ação de “outperform” para “neutra”, em amplo relatório sobre o setor de telecomunicações, com manutenção de “neutra” para TIM e retomada de cobertura de Oi, com recomendação “neutra”.

TIM PARTICIPAÇÕES subia 0,43%, tendo no radar declaração do presidente da sua controladora Telecom Italia, Flavio Cattaneo, de que o momento não é o certo para refletir se comprará ou venderá seu ativo no Brasil.

KLABIN avançava 0,39%, em sessão negativa no setor do papel e celulose. Nota do Credit Suisse a clientes traz que a empresa anunciou de reajuste de preços de papéis na Europa e Brasil a partir de 1º de junho, conforme reportou a RISI, serviço de informações especializado do setor.

 Matéria atualizada às 11h55

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s