Investidores já fazem jogadas secundárias com Pokémon Go

Com a febre do Pokémon Go, jogadores estão comprando carregadores portáteis, o que impulsionou alta de 12,5% das ações de fabricante

Para os jogadores que usam aparelhos móveis e querem capturar tudo no novo aplicativo de realidade aumentada Pokémon GO, ficar sem bateria é um problema tão grande quanto ficar sem Pokébolas.

Enquanto milhões de americanos realizam longos períodos de vigilância em busca de Pikachus ou Bulbasaurs, eles recorrem à ajuda de carregadores portáteis para garantir que seus telefones não fiquem sem bateria antes de marcar um ponto grande.

De acordo com analistas de Wall Street, isso provocou um aumento das ações da Zagg, que fabrica carregadores portáteis. As ações deram um salto de 12,5 por cento durante as últimas duas sessões.

“Parece que a ascensão da Zagg se deve ao efeito de drenagem da bateria do jogo (Pokémon Go). Todo mundo está saindo para comprar esses carregadores”, disse Rommel Dionisio, analista da Wunderlich Securities, em uma entrevista pelo telefone, e observou que a empresa adquiriu a Mophie em fevereiro deste ano.

“A Mophie tem mais de 80 por cento da participação no mercado de carregadores que economizam a bateria nos EUA”.

“As pesquisas por baterias de telefone, carregadores portáteis e vários produtos de marca aumentaram significativamente nos últimos 10 dias, de acordo com Google Trends”, acrescentou Dave King, analista da Roth Capital Partners, que elevou seu preço-alvo para a Zagg de US$ 5 para US$ 6 e manteve uma classificação neutra para a ação.

“Achamos que o PowerCore 20100, da Anker, pode ser o produto mais beneficiado, com base em publicações do Reddit e em uma promoção muito oportuna da Amazon”.

Avaliações na Amazon, enquanto isso, estão alardeando o quanto esses produtos aumentam a duração de suas sessões de jogo.

“O melhor uso desse carregador é para pessoas que realmente jogam Pokémon GO, porque ele pode ajudar você a jogar algumas horas a mais desse jogo que mata a bateria”, escreveu um comentarista.

Para dar acesso a todos os recursos do jogo, o aplicativo utiliza a câmera, o localizador GPS, o processador de gráficos e muitos outros elementos do smartphone, de acordo com a CNET, o que reduz muito a duração da bateria.

A Niantec Labs, desenvolvedora do aplicativo Pokémon GO, menciona a “utilização intensiva da bateria” como um problema identificado no jogo e afirma que está “elaborando uma solução” para isso.

Nos mercados de capital aberto, a Nintendo está sendo a principal beneficiária do lançamento do jogo e de sua impressionante popularidade, e a ação da empresa subiu quase 76 por cento desde 6 de julho.

A história não se repete, mas — como o PokéRap — sem dúvida ela rima.

A última vez que Pokémon virou uma febre, no fim da década de 1990, as empresas negociadas em bolsa que fabricavam produtos relacionados com o jogo, e constituíam uma jogada secundária do fenômeno, também fizeram muito sucesso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s