Investidores nos EUA podem processar Gerdau por Zelotes

Recibos de ações da companhia na NYSE sofreram forte perda após presidente e diretores da siderúrgica terem sido indiciados pela PF

São Paulo – O suposto envolvimento da Gerdau (GGBR4) na Operação Zelotes da Polícia Federal pode render processos à companhia nos Estados Unidos, segundo o jornal Valor Econômico.

De acordo com a publicação, cinco escritórios americanos de advocacia estariam estudando abrir uma ação coletiva contra a siderúrgica, visando reaver prejuízos sofridos por detentores de ADRs (recibos de ações negociados no mercado americano) da empresa.

Os papés sofreram expressivas perdas com o indiciamento do presidente do grupo, André Gerdau, e mais 18 pessoas na sexta fase da operação da PF que investiga fraudes em julgamentos no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais).

André e outros membros da diretoria da Gerdau foram indiciados de terem cometido práticas ilegais para evitar multas de R$ 1,5 bilhão. 

A sexta fase da Zelotes foi deflagrada em fevereiro e o indiciamento dos diretores da Gerdau ocorreu no dia 16 deste mês. De 16 para 17 de maio, os ADRs da companhia na Bolsa de Nova York perderam 7,5%. 

Aqui no Brasil, as ações da siderúrgica completam hoje seis dias no vermelho. Os papéis derreteram cerca de 23% no período.

A Gerdau negou ter oferecido vantagens indevidas a funcionários públicos para obter decisões favoráveis do Carf e disse que só teve conhecimento do inquérito da PF ontem. 

Vale

A Gerdau não é a única empresa brasileira a ser cobrada por investidores nos Estados Unidos por prejuízos com os ADRs. 

Acionistas da Vale (VALE5), por exemplo, pedem na Justiça americana o ressarcimento de US$ 1 bilhão por a empresa supostamente ter omitido informações e publicado comunicados falsos sobre suas operações na cidade de Mariana, em Minas Gerais.

Em novembro do ano passado, a barragem do Fundão operada pela Samarco, empresa controlada pela Vale e a BHP Billiton, em Mariana, se rompeu. Várias pessoas morreram e outras ficaram desaparecidas.

A ação coletiva foi protocolada no fim do mês passado nos EUA. Além da Vale, também são acusados no processo o presidente da companhia, Murilo Ferreira, o diretor de finanças Luciano Siane e o diretor executivo de minerais ferrosos Peter Poppinga.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s