Escolha de Barbosa para Fazenda não agrada Mercado

A saída de Levy traz mais espaço para quedas na Bolsa?

São Paulo – Depois de uma longa semana de rumores sobre a saída de Joaquim Levy, que se intensificaram nesta sexta-feira (18), veio a confirmação de que Nelson Barbosa, até então ministro do Planejamento, deve ocupar o cargo de ministro da Fazenda.

O mercado reagiu mal aos rumores ao longo do pregão desta sexta-feira e fechou em queda de 2,98% com 43.910 pontos, o menor nível desde abril de 2009. E abaixo dos 44 mil pontos que nos últimos tempos tem sido a “margem de segurança”. 

Segundo analistas consultados por EXAME.com o mercado não viu a troca de ministros com bons olhos e investidores, tanto do Brasil quanto de fora, devem pressionar o Ibovespa ainda mais. As estimativas apontam para uma oscilação entre os 41 mil e 44 mil pontos.

“A impressão que dá é de que o governo arranjou uma saída caseira e a saída não é bem vista pelo mercado porque indica a continuidade de políticas adotadas no passado, que foram responsáveis pela crise atual ”, comenta Luis Gustavo Pereira, estrategista-chefe da Guide Investimentos.

Nelson Barbosa já foi Secretário de Acompanhamento Econômico (2007-08), Secretário de Política Econômica (2008-10) e Secretário Executivo do Ministério da Fazenda (2011 a 2013), ou seja, está há bastante tempo no governo. 

“Toda aquela “boa intenção” do Levy que o mercado precificou quando ele entrou no governo, achando que grandes mudanças viriam não serviu de nada. A saída de Levy é uma notícia péssima para o mercado e demonstra que o governo não está disposto a realizar os ajustes necessários a economia”, explica Pedro Paulo Afonso diretor de investimentos da Tov Corretora.

A mesma opinão é compartilhada por Flavio Conde, analista da consultoria de investimentos WhatsCall. Ele afirma que escolha de Barbosa é uma confirmação de que o governo “nunca quis realizar o ajuste fiscal.”

“O Levy merece todo o apreço do mercado porque ele poderia ter saído antes. Não deixaram ele fazer o trabalho dele. Ele foi sabotado dentro do próprio governo.”

Para Alexandre Cabral, economista da NeoValue, a escolha de Barbosa para o cargo deve complicar ainda mais a situação da bolsa. Ele acredita que o cenário dependerá muito do que o novo ministro afirmará ao assumir a pasta.

“Se ele não der nenhuma declaração muito diferente, falar algo que convença o mercado, a Bolsa vai cair e o dólar vai subir ainda mais. Tudo depende do que ele vai falar”, comenta Cabral. 

Dólar

O dólar, segundo analistas consultados, deve chegar a 4 reais com a mudança de ministros. A alta não deve simbolizar grandes mudanças, já que analistas já projetam esse preço da moeda, hoje negociada a 3,95 reais, há algum tempo.

Declarações de Barbosa

Em entrevista coletiva realizada na noite desta sexta-feira, Barbosa disse que “o compromisso com a estabilidade fiscal se mantém o mesmo”. Ao ser questionado sobre a queda ocorrida na Bolsa hoje ele disse o movimento é comum no mercado. “Na medida em que os resultados financeiros começarem a aparecer isso vai se refletir numa melhora das avaliações de risco e também numa melhora dos ativos brasileiros”, concluiu.

*Atualizado às 19h30

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s