Swap cambial reverso: veja o que fez o dólar subir na semana

Mecanismo é uma das formas do Banco Central controlar a volatilidade da moeda norte-americana; veja como ele funciona

São Paulo — Depois do dólar fechar o mês de junho com a maior perda mensal em 13 anos, o Banco Central voltou a intervir no câmbio. Em apenas uma semana, o órgão realizou cinco leilões de swap cambial reverso. 

O swap reverso é um instrumento derivativo que funciona como uma espécie de compra do dólar no mercado futuro. O mecanismo é uma das formas usadas pelo Banco Central quando há a necessidade de controlar quedas bruscas da moeda norte-americana — o que pode ser prejudicial, por exemplo, para as exportações do país. 

Quando o cenário é oposto, o Banco Central pode utilizar o swap cambial tradicional, que equivale à venda da moeda estrangeira no futuro.

Veja como funciona as duas ferramentas:

//e.infogr.am/js/embed.js?CKv

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s